Inicio

Campeonato Amazonense Juvenil de Atletismo vai reunir 120 atletas em busca de índice para o Brasileiro

Um total de 30 provas vão compor o Campeonato Amazonense Juvenil de Atletismo, que acontece neste sábado, dia 7, na Vila Olímpica de Manaus (Dom Pedro), a partir das 7h. A competição vai reunir 120 atletas, entre veteranos e novatos, que estarão em busca de índice para as disputas fora da terrinha baré. O evento recebe apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

“O Campeonato Amazonense serve de tomada de índice para o Brasileiro Juvenil de Atletismo, que ainda não tem data e nem local definido. A expectativa para o Estadual é grande por parte dos atletas, principalmente por aqueles que saíram da categoria menor e terão contato pela primeira vez com outros que já tem bagagem”, afirmou a presidente da Federação Amazonense de Atletismo (Fedaeam), Marleide Borges, ao falar sobre os principais nomes da competição.

Conforme Marleide, eeste evento, a meta principal é somar pontos para “ranquear”. “Neste sentindo, temos alguns atletas que estão bem próximo do Brasileiro e que com o Amazonense devem conquistar de vez a ida para a competição nacional. É o caso do Pedro Gil, que compete nos 100 metros. Ele já tem o ranking e agora vai melhorar para entrar no brasileiro mais preparado. Temos também a Elizandra Dantas (100m e 200m) e o Ed Flávio, (salto triplo), que são campeões brasileiros e agora devem pontuar facilmente para o Brasileiro”, afirmou.

Mirando o Mundial

Para um atleta em especial, o Estadual de Atletismo ainda vai contribuir para “passadas mais longas”. Trata-se do jovem Pedro Henrique, de 16 anos de idade, que está “na fila” para garantir vaga no Mundial da Polônia. O atleta do lançamento de dardo, que tem uma marca média de 68m, vai focado em cravar mais 9 centímetros para carimbar o passaporte para a disputa internacional.

“Estou treinando pesado para passar por cima dos nove centímetros. É a minha primeira competição como juvenil, mas estou preparado. A validação da minha marca vai depender da Federação e espero que tudo possa dar certo”, afirmou o atleta, que já conquistou títulos brasileiros e sul-americanos.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL