Inicio

GP de Muay Thai: Nova safra de lutadores é apresentada em evento que reuniu 60 atletas

Atletas estreantes e amadores participaram neste domingo, dia 15, do 1º Grand Prix Open de Muay Thai. Diante de 20 categorias, os lutadores “deram sangue” pelo melhor desempenho em cima do ringue montado no Ginásio Poliesportivo Renné Monteiro, localizado na Constantino Nery, bairro São Geraldo, zona centro-sul. Com um total de 60 inscritos, a competição recebeu apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Estreando em competições na categoria 72 kg, o jovem Valmir Silva, da academia X-Union, conquistou a vitória após uma avalanche de golpes contra o adversário. “Foi minha primeira luta e, consequentemente, a primeira vez que vivenciei o gostinho da vitória. Não foi fácil, mas o que fiz foi resultado de muito treino e dedicação. Meu desafio será continuar treinando para outros campeonatos, ainda mais agora que sei como é ser um vencedor. Quero colecionar conquistas”, disse o atleta, ao frisar que o esforço para vingar a carreira vale à pena.

“Existem momentos que quero desistir, pois me machuco bastante e penso que não vou chegar a lugar nenhum, mas aí começam a surgir as oportunidades, as conquistas e eu percebo que estou no caminho certo, que não posso abrir mão do que eu realmente quero”, frisou Silva.

Joice foi destaque no GP
Quem também se destacou foi Joice Barbosa, pela categoria 54 Kg. A lutadora, que no currículo já havia realizado uma luta e ganhado a mesma, conquistou no GP de Muay Thai, mais uma vitória para o cartel. Mesmo “engatinhando” na modalidade, a casca grossa sonha alto e pretende adquirir mais experiência neste ano, para em breve fazer parte do seleto grupo do UFC.

“Com um mês de treino, tive a oportunidade de participar de duas competições e ganhá-las. A primeira eu disputei um cinturão e agora estou saindo vitoriosa deste GP. Agora é priorizar os bons combates, me preparar ainda mais e derrubar as adversárias para realizar o meu grande objetivo, que é o UFC”, disse Joice, ao destacar a participação do Mestre Nonato Machado em sua carreira.

“Se Deus quiser, daqui alguns anos vou estar no UFC e agradeço ao mestre Nonato, pois foi ele que abriu as portas da academia e quem me deu a oportunidade de lutar. Se não fosse o meu Mestre, eu não estaria aqui tendo essa felicidade”, afirmou a atleta.

Para o presidente da Federação Amazonense de Boxe Tailandês (Fabt), Rômulo Bonates, o GP mostrou a qualidade técnica dos novos atletas e apresentou a nova safra para as demais organizações.

“Nossa missão neste evento é mostrar que temos atletas em potencial e apresenta-los para os diversos eventos, tanto aqueles da Fabt, como também para os de luta em geral. A qualidade técnica está garantida e as portas abertas vão aprimorá-los cada dia mais, semeando novos fenômenos do esporte”, destacou o titular.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL