Inicio

Rede de TV japonesa produz reportagem sobre a escola estadual de tempo integral bilíngue Djalma Batista

Equipe de TV japonesa NHK em visita à escola Djalma Batista 2 (1)Nesta quinta-feira, dia 12, a Nippon Hōsō Kyōkai (NHK), rede de televisão estatal japonesa, visitou e produziu uma reportagem sobre a escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista, primeira escola pública de educação básica do Brasil a oferecer ensino bilíngue em japonês.

Localizada na Avenida General Rodrigo Octávio, nº 1600, bairro Coroado 1, zona leste, em frente à Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a unidade pública de ensino foi recentemente reformada e ampliada pelo Governo do Estado e atende a aproximadamente mil estudantes, oferecendo a modalidade de tempo integral em ensino fundamental (6º ao 9º ano).

A reportagem produzida pela NHK será exibida na próxima segunda-feira, dia 16 de maio, às 18h30, pelo horário local de Manaus.

Com sede em Tóquio, a rede de televisão NHK transmite notícias e informações sobre o Japão e Ásia em geral para o resto do mundo. Sua programação é transmitida principalmente em língua inglesa, sendo que alguns programas também são veiculados no idioma japonês.

Na reportagem sobre a escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma Batista, a equipe de TV da NHK mostrou de que forma o idioma e os valores da cultura japonesa estão sendo transmitidos aos estudantes. O ensino da língua japonesa tem sido trabalhado massivamente com alunos do 6º ano do ensino fundamental, nas disciplinas de Matemática e Ciências, cujos conceitos são universais.

Além das atividades tradicionais em sala de aula, a equipe da NHK acompanhou ainda as atividades culturais a que os estudantes têm acesso diariamente, como o ensino do hino nacional do Japão.

Projeto de repercussão

O secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, explica que o projeto da escola bilíngue foi muito bem articulado e tem alcançado excelentes repercussões. “Essa é uma escola especial, pensada com muito carinho, não somente para a população japonesa que habita em Manaus, mas para que os amazonenses compreendam a cultura, o idioma e com isso a relação entre Brasil e Japão seja fortalecida. Essa escola é fruto dessa relação e é a primeira escola pública bilíngue em ensino japonês no país. Nós temos um modelo de educação muito diferente do que é praticado no Japão e queremos aprender um pouco do que é ensinado lá, para reproduzirmos também aqui”, afirmou o secretário da Seduc, Rossieli Silva.

Escola Bilíngue – Tradicional escola amazonense inaugurada em 1980, a escola estadual Djalma Batista conta com o projeto de oferecer ensino bilíngue em japonês. O projeto é desenvolvido pelo Governo do Estado via Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria institucional com o Consulado Geral do Japão em Manaus, a Associação Nipo-Brasileira da Amazônia Ocidental (Nipaku) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam).