Inicio

Secretário de Saúde pede dedicação dos gestores no acompanhamento do processo de reordenamento

Casos complexos de tuberculose, que eram atendidos na Policlínica Cardoso Fontes, serão assistidos, integralmente, na Gilberto Mestrinho.

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, reuniu-se nesta segunda-feira (23) com gestores das unidades de saúde, para pedir dedicação especial ao acompanhamento do processo de reordenamento da rede. Pedro Elias destacou que as mudanças, anunciadas na última sexta-feira (20) pelo governador José Melo, entrarão em vigor somente no decorrer do mês de junho, após o trabalho de orientação da população sobre o novo formato de atendimento.

No caso da Policlínica Cardoso Fontes, que será desativada, Pedro Elias destacou que os serviços da unidade serão descentralizados, com parte deles – como é o caso dos pacientes com tratamento de tuberculose multirresistente –, passando a ser atendidos, integralmente, na Policlínica Gilberto Mestrinho, que também fica no centro da Cidade.

O secretário frisou que o atendimento aos pacientes com a doença, conforme preconiza o Programa Nacional de Controle da Tuberculose/Ministério da Saúde, deve ser ofertado de forma descentralizada, na Atenção Básica, facilitando o acesso dos usuários. Entretanto, ele enfatiza, a Policlínica Gilberto Mestrinho dará todo o suporte de atendimento aos casos mais complexos, como vinha sendo feito pela Policlínica Cardoso Fontes.

O secretário antecipou que terá uma reunião com os representantes das entidades que atuam voltadas à atenção a esses pacientes, para dar todas as explicações necessárias e tranquilizá-los com relação ao novo fluxo, para o qual as equipes da Secretaria Estadual de Saúde (Susam) dedicarão acompanhamento especial nesse processo de transição.

A Policlínica Gilberto Mestrinho, que tem área física maior e que receberá a demanda de pacientes da Cardoso Fontes, está tendo a sua estrutura de recursos humanos reforçada, com a nomeação de concursados e remanejamento de profissionais da rede. Com o reforço, ganhará capacidade de ampliar o atendimento em pelo menos 2 mil consultas ao mês.

Mudança de perfil – Entre as medidas anunciadas na sexta-feira também está a mudança de perfil de alguns Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e Centros de Atenção Integral à Criança e à Melhor Idade (CAICs e CAIMIs). Algumas dessas unidades passarão a ofertar serviços de Atenção Básica. É o caso de 5 dos 10 SPAs, que passarão a atender como Unidades Básicas de Saúde (UBSs) com o horário ampliado, funcionando de 7h às 22, de segunda a sábado.

Em relação aos CAICs, 4 deles passarão a atender como UBS tradicional, abertos de 7h às 17h. O secretário esclarece que as novas Unidades Básicas de Saúde que estão sendo criadas pelo Governo do Estado serão mantidas com recursos estaduais. “É importante destacar que estas unidades, mesmo com a mudança de perfil, serão administradas e mantidas pelo Governo do Estado. Sabemos que, constitucionalmente, o responsável pela Atenção Básica é o município, mas entendemos que a Prefeitura também enfrenta as mesmas dificuldades impostas pela crise econômica no país”, afirmou Pedro Elias.

A Susam pretende concluir todas as mudanças referentes ao reordenamento da rede estadual de saúde no decorrer de junho, período em que a população também deverá ser informada sobre a nova configuração. Para isto, o Governo do Amazonas está preparando um guia, a ser entregue à população de Manaus, com informação sobre cada unidade de saúde da rede estadual. Com apoio da área social do Governo, um amplo trabalho de conscientização será feito junto às associações de bairros e também nas unidades de saúde.

“A Susam atuará numa parceria muito estreita com a área social do Governo para este trabalho, que pretende assegurar que as mudanças ocorram de forma tranquila”, disse ele. Pedro Elias também informou que o processo de transição contará com o apoio de um Comitê que fará o monitoramento da implementação das medidas, com os ajustes necessários.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.