Capa » Jornal de Humaitá » Destaque » Equipe do 26º DIP prende jovem envolvido em homicídios e com o tráfico de drogas no bairro Santa Etelvina
Equipe do 26º DIP prende jovem envolvido em homicídios e com o tráfico de drogas no bairro Santa Etelvina

Equipe do 26º DIP prende jovem envolvido em homicídios e com o tráfico de drogas no bairro Santa Etelvina

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado titular do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Raul Augusto Neto, falou na manhã desta segunda-feira, dia 17, durante coletiva de imprensa realizada às 10h30, no prédio da Delegacia Geral, zona Centro-Oeste, sobre a prisão, em flagrante, de Jefferson Renan Santos de Souza, 20, conhecido como “Playboy”, por tráfico de drogas. De acordo com a autoridade policial, com a interceptação do jovem foram cumpridos três mandados de prisão em nome dele, sendo dois por homicídio e um por tráfico de drogas.

Conforme Raul Augusto Neto, a prisão de “Playboy” faz parte da operação “Meu bairro é mais seguro”, deflagrada no último dia 10 de outubro, na zona Norte da cidade. O desdobramento da ação pela equipe de investigação do 26º DIP ocorreu na noite da última sexta-feira, dia 14, por volta das 19h. Os policiais encontraram o infrator em via pública, na Rua Manoel Urbano, antiga Inácio Guimarães, bairro Educandos, zona Sul de Manaus. O delegado informou que os investigadores chegaram até o rapaz após o recebimento de denúncia anônima, informando que “Playboy” estaria vendendo drogas naquela região da capital.

“A equipe se deslocou ao lugar indicado na delação e montou campana por cerca de quatro horas no local. Os policiais observaram que “Playboy” tinha as características informadas pelo delator e resolveram efetuar a abordagem. Com Jefferson foram encontradas, durante revista, cinco porções médias de substância entorpecente com aspecto de maconha”, explicou Raul Augusto Neto.

Durante a coletiva de imprensa o titular do 26º DIP ressaltou a existência, em aberto, de três mandados de prisão em nome de Jefferson. O primeiro documento, pelo crime de homicídio, foi expedido no dia 21 de maio de 2015, pela juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri. O segundo mandado, também por homicídio, foi expedido no dia 31 de março de 2015, pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri. Já o terceiro mandado, por tráfico de drogas, foi expedido no dia 10 julho de 2015, pelo juiz João Marcelo Nogueira Moysés, da 4ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

Segundo o delegado, um dos mandados de prisão por homicídio em nome do infrator é por envolvimento na morte de Berenice Silva do Carmo, que tinha 34 anos, ocorrida no dia 31 de março de 2015, na Rua Ararabóia, em um conjunto habitacional no bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus. O crime teria sido uma retaliação a denúncias feitas por Berenice contra os traficantes que atuavam naquela área da cidade.

“A vítima, na época, teria comparecido à delegacia para formalizar um Boletim de Ocorrência (BO). “Playboy” suspeitou que a mulher teria denunciado o grupo criminoso comandado por ele no Santa Etelvina, e, por conta disso, ordenou que os comparsas dele executassem a vítima”, esclareceu o delegado.

O titular do 26º DIP ressaltou que além dos três mandados em nome de Jefferson, ele também é investigado na unidade policial por comandar o tráfico de drogas em um conjunto habitacional situado no bairro Santa Etelvina e por roubos a residências naquela área da cidade. Ao infrator foi atribuída, ainda, a autoria de um sequestro de um ex-comparsa dele, identificado como Mateus de Almeida Magnavita, conhecido como “Carioca”, ocorrido em julho deste ano. O delito estaria relacionado a uma dívida do tráfico de drogas.

“Jefferson é considerado uma pessoa de alta periculosidade. Ele era um dos líderes do tráfico de drogas em um conjunto habitacional da cidade. Ele costumava ameaçar as pessoas no lugar, expulsava moradores dos próprios apartamentos e ainda recrutava menores de idade para o tráfico de drogas. “Playboy” sequestrou “Carioca” por conta de uma dívida de drogas. Nesse caso ele exigiu que o ex-comparsa entregasse o apartamento dele no conjunto como pagamento da dívida. Nesse crime nossa equipe conseguiu libertar a vítima, mas o infrator conseguiu fugir”, disse Raul Neto.

“Playboy” também já foi preso em 26 de junho de 2015 pela equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em cumprimento a mandado de prisão por crime de homicídio qualificado. Ele e mais dois cúmplices mataram o vigilante Antônio Crisóstomo da Silva, alvejado com quatro tiros no dia 21 de abril daquele ano, na Rua Inocêncio de Araújo, nas proximidades da Feira da Panair, bairro Educandos, zona Sul. A vítima tinha 52 anos. Por esse crime o jovem permaneceu nove meses preso e desde fevereiro deste ano estava sendo considerado foragido da Justiça, por não comparecer em procedimentos administrativos.

O jovem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Além dos dois homicídios e crime de tráfico de drogas, decorrentes dos mandados de prisão, o rapaz também foi indiciado por roubo, corrupção de menores, associação criminosa e sequestro. Ao término dos trâmites legais realizados no 26º DIP, “Playboy” será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

faça um comentários
%d blogueiros gostam disto: