Capa » Artistas » Cultura: Alunos do Colégio Militar da PM 7 encenam o espetáculo “Hércules Como Nunca Visto Antes” nesta sexta-feira
Cultura: Alunos do Colégio Militar da PM 7 encenam o espetáculo “Hércules Como Nunca Visto Antes” nesta sexta-feira

Cultura: Alunos do Colégio Militar da PM 7 encenam o espetáculo “Hércules Como Nunca Visto Antes” nesta sexta-feira

Um dos personagens mais populares da mitologia, o herói grego Hércules, vai ter a sua história encenada pelos alunos do Centro de Ensino de Tempo Integral (Ceti) Eliana de Freitas Morais, Colégio Militar da Polícia Militar (CMPM) 7, localizado no bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus. A estreia do espetáculo acontece nesta sexta-feira, 2 de dezembro, no auditório da unidade educacional.

Na história, Hércules terá de enfrentar alguns de seus mais famosos trabalhos, porém de uma forma bem inusitada, acompanhado de carismáticos personagens contracenando com o semideus. “Nossa proposta foi de adaptar uma história clássica com temas atuais e divertidos para que os jovens se identifiquem com a temática. Inserimos situações do cotidiano, adaptamos personagens, como o Pegasus, por exemplo, além de modificar um pouco a linguagem”, explicou o diretor do espetáculo João Cintra.

Para transformar o roteiro em realidade, o diretor precisou de dois meses de ensaio e de muita ajuda dos mais de 45 integrantes da companhia de teatro da escola. Além do trabalho para a apresentação, João Cintra, que já foi policial militar, conta que tentou aproximar ao máximo os integrantes do elenco. “Nós realizamos uma série de atividades fora da escola. Tentamos criar laços de verdade para passar para ao público sentimentos verdadeiros, de pessoas que se gostam de verdade. Acabamos virando uma grande família”, explicou.

A estreia de “Hércules Como Nunca Visto Antes” será apresentado nesta sexta-feira, dia 2, a partir das 8h e deve ser reapresentada ao longo de todo o dia, no auditório da unidade escolas. A proposta é que o espetáculo faça uma turnê em todos os Cetis dirigidos pela Polícia Militar até o final do ano letivo. Em seguida, mais para frente, o grupo buscará apoio para que possa se apresentar em todas as unidades escolares do Estado.

Aprendizado – Para os atores, figurantes e até o suporte, preparar a peça e se envolver com a arte do teatro foi um grande aprendizado. Interpretando o Rei Euristeu, um dos rivais do protagonista, o estudante Nicolas Ruan, de 17 anos de idade, fala da interação com os colegas e como isso foi proveitoso para seu crescimento. “Nunca tinha pensado em atuar e nunca fiquei tanto tempo com amigos tão legais. Essa foi com certeza uma experiência maravilhosa que vou levar para a vida”, afirmou o estudante.

Uma das maiores vilãs da mitologia, a deusa Hera, madrasta de Hércules, é interpretada por Juliana Lima, de 15 anos de idade. Com a experiência, a estudante pretende seguir carreira. “Descobri que amo atuar e pretendo continuar fazendo isso. Hera é minha primeira personagem e me identifiquei muito com ela. Definitivamente quero fazer teatro pelo resto da vida”, disse.

FOTOS: VÍTOR SOUZA/SECOM

faça um comentários
%d blogueiros gostam disto: