Capa » Jornal de Humaitá » Público formado por servidores da Polícia Civil e comunitários prestigia terceira etapa de projeto social da instituição
Público formado por servidores da Polícia Civil e comunitários prestigia terceira etapa de projeto social da instituição
FOTO: ERLON RODRIGUES/PC-AM

Público formado por servidores da Polícia Civil e comunitários prestigia terceira etapa de projeto social da instituição

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado-geral da instituição, Francisco Sobrinho, deu continuidade, na manhã desta quinta-feira, dia 1º, às 9h30, à terceira etapa do projeto “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades”, com a apresentação de painéis educativos produzidos por alunos de 31 escolas da rede pública estadual, abordando temas que foram tratados durante as palestras realizadas nas instituições de ensino na primeira etapa do projeto.

O segundo dia da mostra de painéis, que está sendo realizada na quadra poliesportiva da Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Elisa Bessa Freire, localizada na Avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, zona Leste da cidade, reuniu representantes da Polícia Civil do Amazonas, comunitários, gestores e alunos de distintas escolas da capital.

Entre os presentes: a coordenadora social do projeto pela Polícia Civil, investigadora Priscila Costa; o coordenador operacional da iniciativa, delegado Henrique Brasil; o diretor do Departamento de Administração e Finanças (DAF) da Delegacia Geral, delegado Aquiles Andrade; a delegada Andrea Nascimento, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), e o professor Jorge Leses, 48, responsável pela organização dos painéis, juntamente com as gestoras das escolas participantes.

Segundo Priscila Costa, na manhã desta quinta-feira aconteceram as apresentações de 31 escolas do Ensino Fundamental e Médio da rede pública estadual. “A exposição de hoje também está relacionada aos temas referentes à Segurança Pública que foram abordados em salas de aula na primeira etapa do projeto. Agradeço a todos os envolvidos e, principalmente, a cada aluno participante pelo empenho neste evento”, declarou.

Conforme Henrique Brasil, o projeto “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades” possui duas vertentes, sendo o trabalho preventivo realizado pela parte social e a parte repressiva. “Desde que demos início ao projeto neste ano foram efetuadas 90 prisões, além de 10 apreensões perto de escolas onde estavam ocorrendo as palestras realizadas na primeira fase. Com isso, constatamos o aumento de crimes praticados nas proximidades de escolas. O projeto tem como objetivo dar esse suporte à sociedade, para que todos possam ter uma comunidade escolar tranquila para realizar suas atividades”, pontuou.

Jorge Leses enfatizou que o trabalho realizado em parceria com a Polícia Civil e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) foi importante por trazer para dentro das escolas diversos assuntos presentes no cotidiano de algumas famílias e priorizar a prevenção nas salas de aula. “Cada escola presente neste segundo dia de exposição escolheu um assunto que mais se aproxima da realidade daquela localidade e o que foi mais absorvido. Os trabalhos estão ricos de criatividade e informação”, enfatizou.

A titular da DECCM, Andrea Nascimento, uma das palestrantes da primeira fase do projeto “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades”, falou que o resultado do trabalho está sendo surpreendente, uma vez que foi atingido o objetivo planejado. “Estou emocionada com o que está sendo apresentado nesta mostra de painéis educativos ao perceber que esses alunos conseguiram assimilar o que foi dito nas escolas e transparecer de forma tão real o que presenciamos todos os dias nas delegacias. Conseguimos perceber a importância desses projetos em relação à conscientização e formação de uma sociedade cada vez melhor”, argumentou Andrea.

O delegado-geral da instituição, Francisco Sobrinho, afirmou que o segundo dia de exposições foi um sucesso. “Eu acredito que nós conseguimos atingir o objetivo esperado, que é de despertar na classe estudantil essas temáticas que se tornaram preocupantes no nosso cotidiano, nas nossas famílias e comunidades”, finalizou.

Primeira e segunda fases

A primeira fase do projeto “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades” ocorreu no período de julho até o mês de novembro deste ano, contemplando mais de 51 mil alunos de 96 escolas da rede pública de ensino da zona Leste de Manaus, além da participação de cerca de 8,2 mil pais que estiveram presentes nas palestras gratuitas de prevenção à violência doméstica contra a mulher, idosos e abuso sexual de crianças e adolescentes, promovidas pelo Governo do Amazonas, por meio do projeto social idealizado pelo delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Francisco Sobrinho.

A segunda etapa do projeto aconteceu de 21 a 25 de novembro, quando foi realizado torneio esportivo que reuniu estudantes de 52 escolas da rede pública, tanto da esfera estadual como municipal, situadas na zona Leste. As atividades foram divididas em duas modalidades desportivas: Futsal e Queimada. A premiação dos times vencedores aconteceu na última sexta-feira, dia 25, na quadra poliesportiva da Escola Estadual Áurea Pinheiro Braga, situada na Avenida Perimetral, Comunidade Cidade Leste, bairro São José Operário, zona Leste.

Sobre o projeto

O “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades” é um projeto que tem por objetivo fornecer condições de apoio para que os gestores das escolas da rede pública possam refletir, discutir e desenvolver ações que possibilitem a redução da violência e dos índices de tráfico e consumo de drogas no contexto escolar e comunitário.

As atividades em torno do projeto, neste ano, tiveram início no dia 26 de julho. Ao todo, foram contempladas 96 escolas da rede pública de ensino, sendo 31 da esfera estadual e 65 mantidas pela Prefeitura Municipal de Manaus (PMM). Todas situadas na zona Leste da capital.

Nesses locais aconteceram, quase que diariamente, palestras ministradas por servidores da Polícia Civil do Amazonas, como o próprio delegado-geral, Francisco Sobrinho. Durante os encontros foram tratados assuntos distintos, como as consequências do envolvimento com o tráfico de drogas, bullying, violência doméstica, exploração sexual de menores e a importância do acompanhamento dos pais no dia a dia dos estudantes.

Conforme os policiais civis envolvidos no projeto “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades” a iniciativa contemplou, neste período deste ano, cerca de 51.194 mil alunos e 8.248 mil pais. Nas proximidades dessas instituições de ensino estão acontecendo, diariamente, ações policiais em combate à criminalidade, realizadas por integrantes da equipe “Guardião”, lotada no gabinete do delegado-geral.

Segundo Francisco Sobrinho, a equipe “Guardião” tem atuado em toda a capital, sob a coordenação do delegado Henrique Brasil, para verificar a veracidade das denúncias relacionadas à comercialização de drogas perto de instituições de ensino na cidade. Qualquer pessoa pode colaborar com o trabalho da Polícia Civil, delatando os infratores por meio do número: (92) 99962-2376. Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes.

faça um comentários
%d blogueiros gostam disto: