Artistas

Seduc premia estudantes e professores da rede pública de ensino vencedores da Olimpíada Amazonense de Matemática

Seduc premia estudantes e professores da rede pública de ensino vencedores da Olimpíada Amazonense de Matemática

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) premiou, na última quarta-feira (30), os estudantes e professores vencedores da primeira edição da Olimpíada Amazonense de Matemática (OAM). A solenidade de premiação aconteceu no auditório Martinho Luterano da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), localizada no bairro Japiim, zona sul de Manaus.

O evento contou com a presença da diretora do Departamento de Políticas e Programas Educacionais, Roberta Prestes; do gerente do Ensino Fundamental II, Eriberto Façanha; da gerente do Ensino Fundamental I, Nelyzabel Barros Carneiro; e do coordenador estadual da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), responsável pelos 61 municípios do interior, professor Carlos Wagner.

A Olimpíada Amazonense de Matemática foi a primeira do gênero organizada no Amazonas e teve a proposta contribuir com o ensino, motivar os estudantes da rede pública para o aprendizado em ciências exatas e trazer maior dinamicidade à sala de aula. A competição educativa contou com a participação de mais de 200 mil estudantes de escolas da capital e de 43 municípios do interior.

Medalhas – Durante a solenidade, que foi organizada tanto para os alunos da capital quanto para os alunos do interior da rede pública estadual e municipal de ensino, além do Colégio Militar de Manaus (CMM), os estudantes foram premiados com medalhas de ouro, prata, bronze, e de menções honrosas, em cada nível da competição. Foram 24 medalhas, sendo 8 de ouro; 8 de prata e outras 8 de bronze.

Além dos estudantes, os professores de cada escola participante da competição e que orientaram os alunos, também foram premiados com menções honrosas e os gestores das unidades de ensino, com troféus.

Preparação para Olimpíada Nacional – O resultado final da competição, segundo um dos coordenadores da Olimpíada, professor Nilo Sena, mostrou o empenho e dedicação dos estudantes e com certeza, foi muito favorável para a vida acadêmica de cada um deles. “O principal objetivo da competição foi incentivar os estudantes a enxergarem a disciplina de Matemática com outro olhar, a terem gosto pelo aprendizado dos conteúdos da disciplina, além de ter sido uma espécie de preparação para a Olimpíada Nacional de Matemática (OBMEP), já que foi trabalhado o raciocínio lógico, a resolução de questões e isso trouxe, com toda certeza, muito conhecimento para a vida acadêmica dos jovens”, afirmou o professor.

De acordo com o gerente do Ensino Fundamental II da SEDUC, Eriberto Façanha, a solenidade de premiação é um momento muito importante para parabenizar todos que participaram e contribuíram para a realização da Olimpíada.

“Pensamos a primeira Olimpíada de Matemática como uma forma de aprimorar o ensino da disciplina nas escolas públicas, incentivando os estudantes a gostarem desse aprendizado. A ideia da competição é fazer com que as crianças e jovens vejam a Matemática de uma forma diferente. Essa cerimônia é um momento de muita satisfação, por estarmos premiando não somente os alunos, mas também os professores e todos que estiveram envolvidos na realização desse evento”, declarou o gerente Eriberto Façanha.

Etapas – A Olimpíada foi dividida em três níveis, de acordo com a série na qual o aluno está matriculado e organizada em quatro fases distintas.

A primeira fase correspondeu a uma avaliação objetiva (com questões de múltipla escolha). A segunda fase, com a participação somente dos estudantes aprovados na primeira avaliação também foi organizada a partir de uma prova objetiva.A terceira e última etapa, com a participação dos alunos aprovados na segunda etapa, foi marcada por uma avaliação discursiva.

O primeiro nível da competição foi destinado aos estudantes matriculados no 4º e 5º anos do Ensino fundamental. O segundo nível contemplou os alunos de 6º e 7º anos. No terceiro nível da Olimpíada, as provas foram aplicadas com alunos matriculados no 8º e 9º anos também do Ensino Fundamental. O quarto e último nível da competição foi direcionado aos estudantes do 1º e 2º anos do Ensino Médio.

Premiados – Um dos alunos premiados na competição foi o estudante do 7º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Brigadeiro João Camarão Telles Ribeiro, Ramon Silva Lima, 12. O estudante conquistou medalha de bronze no segundo nível da Olimpíada (6º e 7º anos).

Para ele, que também é medalha de bronze na OBMEP do ano de 2015, a competição foi muito importante para sua vida acadêmica e serviu para aprimorar seu nível de aprendizado na disciplina. “Essa competição foi muito positiva, pois estimula os estudantes a gostarem da disciplina de Matemática. Para mim, foi muito bom participar da olimpíada e ter conquistado a medalha de bronze entre tantos estudantes muito inteligentes”, contou Ramon.

Medalha de ouro na competição, o estudante do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Militar de Manaus (CMM), Kenji de Souza Yamane, afirmou que está muito honrado por ter participado da competição e conquistado a premiação máxima. “Estou muito honrado com o resultado que obtive na Olimpíada. Estudei muito para conseguir conquistar a medalha de ouro e acredito que essa competição irá me ajudar a chegar mais longe, como conseguir uma vaga em uma universidade pública, futuramente”, explicou o estudante.

FOTOS: ARIANE ALCÂNTARA/SEDUC

Artistas

More in Artistas

Aprenda com o renomeado psicólogo ‘Flávio Melo’ como fazer Dieta e controlar a ansiedade

Jornal de Humaitá22 de abril de 2017

Representante do Amazonas no BBB é homenageada na Aleam

Jornal de Humaitá19 de abril de 2017

Inscrições abertas para o 4º Encontro de Intérpretes de Dança do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro

Jornal de Humaitá18 de abril de 2017

Dia Nacional do Livro Infantil tem comemoração na Biblioteca Emídio Vaz e na Casa da Criança

Jornal de Humaitá18 de abril de 2017

Exposição ‘Um canto ao Poeta’ reúne obras inéditas da Coleção Thiago de Mello na Casa das Artes

Jornal de Humaitá14 de abril de 2017

Manaus Broncos celebra dois anos de fundação com partida contra o Amazon Black Hawks, neste domingo (16)

Jornal de Humaitá11 de abril de 2017

Mulheres Indígenas Ianomâmis transmitem experiências de artesanato e pintura

Jornal de Humaitá8 de abril de 2017

Planeta Boi em Manaus terá itens do Garantido e Caprichoso com Djs

Jornal de Humaitá8 de abril de 2017

Ellen Mendonça e Antonio Pereira dividem palco do Teatro Amazonas em novo show da série Duetos Populares

Jornal de Humaitá6 de abril de 2017
%d blogueiros gostam disto: