Amazonas

Governo do Amazonas reinicia atendimento itinerante do Banco do Povo da Afeam no interior do Estado

Governo do Amazonas reinicia atendimento itinerante do Banco do Povo da Afeam no interior do Estado
Geovanni

A Agência de Fomento do Governo do Amazonas (Afeam) inicia, nesta segunda-feira, dia 13 de fevereiro, as ações itinerantes deste ano do Banco do Povo no interior do Estado. Com a oferta de microcréditos de até R$ 15 mil, a ação garante importante estímulo ao desenvolvimento socioeconômico, sobretudo no atual momento de crise que o País atravessa, com a manutenção e geração de milhares de postos de trabalho. No último dia 6, a Afeam iniciou os agendamentos do Banco do Povo em Manaus.

Neste mês, o atendimento começa pelos municípios da Calha do Alto Solimões: de 13 a 17 de fevereiro em Atalaia do Norte; 13 a 21 em Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antônio do Içá, Tonantins, Jutaí e Fonte Boa; e do próximo dia 13 a 22, em Tabatinga.

Nos municípios onde há posto da Afeam (Manicoré, Manacapuru, Itacoatiara, Tefé e Eirunepé), o atendimento é durante todo o ano. Nos demais, é realizado em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Governo do Amazonas (Idam) e o Sebrae. Os técnicos do Idam atendem os produtores rurais; e o Sebrae, os interessados no microcrédito dos demais setores econômicos.

Oportunidade de fomentar negócios – Para comerciantes, cooperativas, agroindústrias ou simplesmente as famílias de agricultores, o financiamento oferecido pelo Banco do Povo significa um fôlego na crise, oportunidade única de fomentar negócios. A taxa de juros é de 3% ao ano, os prazos de pagamento são de 24 ou 48 meses, com até seis meses para o início do pagamento (carência).

Desde o lançamento do Banco do Povo pelo governador José Melo, em abril de 2015, R$ 128,8 milhões em microcrédito foram financiados em todo o Estado, para um total de 26.841 mil operações de crédito. Desse total, R$ 73,3 milhões foram liberados no interior do Estado, em 14.300 mil operações, com destaque à agricultura familiar. Mandioca, pesca artesanal, banana, açaí e hortaliças foram as culturas mais financiadas.

A estimativa é que todo esse investimento na economia estadual tenha mantido e/ou gerado 80.523 postos de trabalho.

Calendário completo – A partir de março, o Banco do Povo segue pela Calha do Rio Negro/Solimões e Presidente Figueiredo; Calha do Madeira, Médio Solimões e Parintins em abril; Calha do Juruá em maio; Calha do Rio Purus e Rio Preto da Eva em junho; Calha do Solimões e Novo Airão em julho; e Calha do Baixo e Médio Amazonas em agosto.

A população de distritos do interior do Amazonas como os da Vila Amazônia, as Agrovilas do Caburi e do Mocambo, Santo Antônio Matupi, Vila Rica de Caviana, Novo Remanso e Vila do Engenho têm atendimento em datas específicas, conforme calendário completo de atendimento, disponível no site da Afeam (www.afeam.am.gov.br), nos escritórios do Idam ou pelo 0800 286 3066.

Acompanhamento técnico do Idam para produtores rurais – Os produtores rurais no interior do Estado estão tendo acompanhamento técnico do Idam para acesso às linhas de crédito do Banco do Povo da Afeam. Para se credenciar, o produtor rural deve procurar uma unidade do Instituto em seu município.

De acordo com o engenheiro agrônomo e gerente de Crédito Rural do Idam, Pedro Chaves, os técnicos estão habilitados para atender os produtores e orientá-los durante todo o processo, incluindo o acompanhamento na propriedade para vistoria e análise da atividade, assim como assessoramento para definir as necessidades de investimentos.

“Nosso papel é facilitar o acesso do público beneficiário às linhas de crédito oferecidas pelo agente financeiro (Afeam), para que o produtor possa investir no custeio das atividades agrícolas, florestais, pesqueiras, pecuária, piscicultura, além da aquisição de máquinas e equipamentos e a infraestrutura de apoio à produção”, destaca Pedro.

Para o setor primário, foram disponibilizados R$ 14,4 milhões dentro da linha de microcrédito do Banco do Povo. Os produtores rurais podem ter acesso ao financiamento de até R$ 15 mil, que podem ser investidos em aquisição de equipamentos como voadeiras, motores de popa, fornos de farinha, insumos para o preparo do campo, máquinas para o escoamento da produção, entre outros.

O produtor de macaxeira Claodenor Siqueira foi um dos beneficiados com a linha de crédito ofertada pela Afeam no ano passado. Localizada no KM 21 da BR -174, no ramal do Pau Rosa, a propriedade de Claodenor já possui 2 hectares de área mecanizada. “Em média, produzo 20 toneladas de macaxeira por ciclo e isso só foi possível após a mecanização da área e dos investimentos da linha de crédito“, disse.

O acompanhamento técnico do Idam é realizado durante todo o processo. Mesmo após a liberação do crédito pela Afeam, o produtor rural continua recebendo assistência e orientação para a utilização dos recursos e implementação do projeto.

Comentários

Comentários

Click to add a comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Amazonas

More in Amazonas

Ladrão toma arma de policial em Manaus

Vídeo: Ladrão tomar arma de policial em abordagem no Amazonas 

jornal de Humaitá24 de julho de 2017

Tabatinga: POLÍCIA MILITAR PRENDE PISTOLEIROS COM COLETE DE MOTO TÁXI

Jornal de Humaitá14 de julho de 2017

Financiamento do Banco do Brasil para infraestrutura no interior deve sair em 20 dias, diz David Almeida

jornal de Humaitá14 de julho de 2017

Governo do Amazonas assina atos de promoção para a Polícia Militar e Bombeiros e escalonamento da Polícia Civil

jornal de Humaitá13 de julho de 2017

Emenda garante que UEA receba seus recursos financeiros em totalidade

jornal de Humaitá13 de julho de 2017

Acusado de abusar de duas adolescentes, vereador de Jutaí ameaça vítimas

jornal de Humaitá13 de julho de 2017

Referindo-se à UEA, governador David Almeida diz que o pior já passou

jornal de Humaitá10 de julho de 2017

Comissão de Finanças entrega parecer definitivo da LDO

jornal de Humaitá10 de julho de 2017

HOMEM É MORTO A PAULADAS EM MANICORÉ

Jornal de Humaitá6 de julho de 2017