Brasil

Projeto propõe construir estrada ligando Itacoatiara a Aveiro, no Pará

Foto: Divulgação
Projeto propõe construir estrada ligando Itacoatiara a Aveiro, no Pará
Geovanni

Ligar o Estado do Amazonas por terra ao restante do país, com uma estrada de 434 quilômetros de extensão e três pontes é a proposta que o mecânico Jeovam Barbosa e o economista Alberto Valério estão apresentando à sociedade desde esta segunda-feira (12), no hall de entrada da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Com uma maquete da região Norte e mapas com o traçado proposto que vai da cidade de Itacoatiara (AM) a Aveiro (PA) e dali para a BR-163, os autores do projeto de iniciativa popular pretendem convencer os parlamentares, autoridades civis e militares e a população em geral sobre a viabilidade e a necessidade da construção de uma estrada que interligue as cidades amazonenses à rodovia federal, também conhecida como Rodovia Cuiabá-Santarém.

A BR-163 é uma estrada de integração nacional com uma das pontas na cidade de Tenente Portela, no Rio Grande do Sul, e a outra em Santarém, no Pará, atravessando os Estados de Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso – onde os trechos são asfaltados. Na porção paraense ainda não existe asfaltamento.

Segundo o projeto, a estrada sairia da cidade de Itacoatiara e cruzaria duas pontes sobre o rio Amazonas e uma ponte sobre o rio Tapajós até Aveiro, que fica próxima a Santarém, por onde passa a BR-163.

Ao apresentar o projeto, Jeovam Barbosa aponta que uma estrada dessa natureza pode reduzir em até 34% os custos com importação de insumos para o Polo Industrial de Manaus (PIM). O projeto, que os autores denominaram de “Ponte de Safena” estará em exposição na Assembleia Legislativa até a próxima quarta-feira (14).

“Nós já entregamos ao Governo do Amazonas toda a documentação de trâmite. Entregamos ao Exército e ao Departamento Nacional de Infraestruturara (DNIT). A Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) também já tem conhecimento. E no próximo dia 28 teremos Audiência Pública em Itacoatiara para apresentar o projeto à comunidade. Estamos trazendo para esta Casa para que os deputados tenham conhecimento do projeto e possam viabilizar audiências públicas para o debate”, explicou Jeovam.

O mecânico estima que o custo da obra gira em torno de R$ 6 bilhões de reais, mas que o retorno econômico para o Amazonas será a contrapartida do investimento na obra. “O valor pode ser reduzido até R$ 5,8 bilhões e já temos interesse do Bird, do BNDES, do BASA e da Suframa”, garante ele. “O primeiro passo é ganhar o interesse do Governo e depois apresentar o projeto final de Execução. Este projeto preserva a floresta e traz ganhos diretos na economia trazendo o eixo logístico para o Amazonas de toda a região norte”, disse Jeovam.

Segundo o economista Alberto Valério, que coassina o projeto, a “Ponte de Safena” permitirá a integração dos municípios do Baixo-Amazonas ao Médio-Amazonas além de possibilitar ao Amazonas aumentar de 0,17% para 0,32% a chegada dos produtos gerados no PIM nos portos do Pará.

Comentários

Comentários

Click to add a comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Brasil

More in Brasil

Conduta em mídia social será analisada na solicitação de visto

Jornal de Humaitá17 de junho de 2017

Medicamentos anunciados pelo governador David Almeida já abastecem hospitais do Amazonas

Jornal de Humaitá17 de junho de 2017

Mapa Assistencial: ANS disponibiliza número de procedimentos realizados pelos planos em 2016

Jornal de Humaitá17 de junho de 2017

Fotos dos Corpos Christi em Lábrea 2017

Jornal de Humaitá17 de junho de 2017

Oferta de vagas efetivas cresce em junho

Jornal de Humaitá14 de junho de 2017

Atento busca cerca de 500 profissionais para oportunidades no estado de SP

Jornal de Humaitá13 de junho de 2017

Fogo Amigo: Polícia Civil é Federal trocam tiros, 3 policiais ficam feridos

Jornal de Humaitá9 de junho de 2017

Operação conjunta Maranhão e Pará prende suspeitos de assalto a banco

Jornal de Humaitá9 de junho de 2017

Em flagrante, Anvisa e PF apreendem mais de 200 mil componentes implantáveis sem registro no Paraná

Jornal de Humaitá6 de junho de 2017