Jornal de Humaitá

Plataforma de ensino lança série sobre ciborgues e limites da evolução tecnológica

Plataforma de ensino lança série sobre ciborgues e limites da evolução tecnológica
Geovanni

Para discutir os limites da evolução tecnológica e como ela afeta a forma que estabelecemos relações interpessoais, a plataforma de ensino Me Salva! lança a série “Ciborgues: São eles ou somos nós?". A iniciativa faz parte do método inovador de ensino que busca maneiras criativas de preparar os estudantes para as provas do ENEM e vestibulares 2017.

Dividida em cinco episódios, com os temas “Ciborgues: como chegamos até aqui?”, “Humano-Máquina: O que é, o que sou?”, “Qual o preço da tecnologia?, “O Direito das Máquinas” e “Educação, Afeto e Tecnologia”, a série terá exibição ao vivo e gratuita toda quinta-feira às 20h, no canal do Me Salva! no YouTube.

“Buscamos aproveitar a paixão dos jovens pelas séries para incentivá-los a refletir sobre temas relevantes na sociedade e, com isso, trazer o aprendizado de uma forma leve e interessante, mas ainda super efetiva”, destaca Miguel Andorffy, CEO do Me Salva!, eleito pela revista Forbes como um dos jovens mais transformadores do Brasil.

Assista o trailer de "Ciborgues: São eles ou somos nós?"

Para assistir os episódios ao vivo basta se inscrever em: http://eepurl.com/cXa3ur

Após a transmissão, os episódios ficarão disponíveis no YouTube do Me Salva!.

Sinopse:

O que é tecnologia? Como elas estão implicadas no nosso cotidiano? Você certamente conhece alguém que já fez alguma cirurgia para salvar a própria vida ou já ouviu falar de pessoas que por diversos motivos utilizam próteses de membros, mas o que acontece quando a evolução parece ultrapassar os nossos próprios limites? Será possível uma criação se tornar superior a espécie humana? O que vai acontecer quando a coisa criada se virar contra o criador? E se nós disséssemos que isso já está acontecendo hoje, nesse exato momento? Essas são algumas questões que a nova série do Me Salva! "Ciborgues: São eles ou somos nós?" irá tratar! Pensaremos como as tecnologias implicam no nosso aprendizado e na nossa forma de estabelecer relações interpessoais. Afinal, será que a tecnologia está nos levando para onde deveria?

Comentários

Comentários

Click to add a comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Jornal de Humaitá

More in Jornal de Humaitá

Indústria de autopeças dá sinais de recuperação em 2017

Jornal de Humaitá18 de agosto de 2017

PROSTITUIÇÃO E VIOLÊNCIA NA ESTRADA DE FERRO MADEIRA-MAMORÉ

Jornal de Humaitá18 de agosto de 2017

Professor de Educação Física monta um projeto de um Glossário de Libras para ajudar na atividade escolar

Jornal de Humaitá18 de agosto de 2017

Confira 6 filmes em que o amadurecimento vai te inspirar

Jornal de Humaitá18 de agosto de 2017

Como pagar serviços turísticos no exterior de um jeito simples

Jornal de Humaitá18 de agosto de 2017

Novo Centro Cirúrgico realiza procedimentos e fila de espera começa a diminuir

Jornal de Humaitá18 de agosto de 2017

Luiz Castro quer análise de contratos de cirurgias do Hospital Delphina Aziz

Jornal de Humaitá17 de agosto de 2017

Escola Estadual Prof.ª Adelaide Tavares de Macedo inaugura Web rádio na escola e disponibilidade para sistema Android

Jornal de Humaitá17 de agosto de 2017

Governador David Almeida entrega ala cirúrgica de Hospital e Pronto Socorro da Zona Norte

Jornal de Humaitá17 de agosto de 2017