Manaus. Em reunião com os prefeitos dos oito municípios com alto risco de transmissão de dengue, o governador Omar Aziz anunciou, na manhã desta segunda-feira, dia 21 de fevereiro, a liberação de mais de R$ 5 milhões, para realização de mutirão de limpeza em Lábrea, Tefé, Barcelos, Coari Codajás, Nova Olinda do Norte, Humaitá e Itacoatiara. Os recursos serão repassados até o final desta semana, por meio de convênio com a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinf), e serão utilizados para contratação de pessoal, equipamentos e maquinários próprios para a limpeza.

O mutirão no interior será nos moldes da ação que vem sendo realizada em Manaus pelo Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura da cidade, em todos os bairros, com o objetivo de acabar com os criadouros do mosquito da dengue. De acordo com Omar Aziz, o Governo do Estado está investindo cerca de R$ 25 milhões nas ações de prevenção à dengue na capital e no interior. Os recursos estão sendo aplicados nos nove municípios, incluindo Manaus, onde o Governo do Estado decretou situação de emergência por causa da doença.

O prefeito Jucimar Veloso, de Tefé, que receberá R$ 822 mil, afirmou que os recursos serão utilizados para intensificar as ações que estão acontecendo no município. “Já estamos fazendo mutirão de limpeza e montamos um comitê com a participação do pessoal de Saúde e vários segmentos, inclusive o Exército”, disse. Depois de Manaus, Tefé é o município com o maior número de casos registrados. São 1.418 notificações e cerca de 400 confirmados.

Para Itacoatiara, serão repassados R$ 523 mil. O prefeito Antônio Peixoto disse que foram notificados 153 casos e confirmados 12, mas o risco é por conta do alto número de larvas encontradas no município. “Estamos em alerta. Essa ajuda do Governo do Estado para a limpeza é primordial, pois não dispomos desses recursos”.

Para o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, a ação mais importante de combate à dengue é evitar criadouros de mosquito, no caso recipientes que acumulem água, esclarecendo a população sobre como fazer isso em casa e também fora do ambiente doméstico. “Só tem dengue onde tem mosquito transmissor (Aedes aegypti), só tem muita dengue onde tem muito mosquito, só morre de dengue quando tem muita gente adoecendo de dengue. Então, enquanto não reduzirmos a quantidade do mosquito nas áreas urbanas dos municípios, nós vamos continuar com muitos casos”, disse o secretário.

Ele também esclareceu que, devido à circulação de quatro sorotipos diferentes de dengue, Manaus vive uma situação atípica de outros Estados onde há registro da doença. “Onde tem mais sorotipos circulando aumenta a tendência de ter mais casos graves e, consequentemente, mais mortes”. Segundo Alecrim, 98% dos casos de dengue são benignos e devem ser atendidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) próximas de casa, onde o paciente receberá as instruções de como se cuidar. Apenas 2% evoluem para casos graves que podem levar à morte. Os sintomas da dengue grave são dor abdominal, dor no tórax, vômito e sangramento. Se isso acontecer, a pessoa deve procurar um SPA, um Pronto Socorro adulto ou infantil (se for criança), ou a Fundação de Medicina Tropical (FMT-AM), onde terá prioridade no atendimento.

Segundo o secretário, para melhorar a capacidade de atendimento, as unidades da rede estadual e municipal de saúde estão aumentando a oferta de consultas. Ele afirma que a média de atendimentos dobrou por causa da dengue. “Tem SPA que atendia cerca de 550 pessoas por dia e aumentou para 1.100, por isso estamos aumentando o número de médicos e equipes de enfermagem e dando prioridade aos pacientes com algum sinal de gravidade”, ressalta Alecrim.

A Prefeitura de Manaus anunciou que as UBSs estão ampliando o horário de atendimento de 17h para as 22h. Cinco delas já funcionam nesse sistema e outras sete iniciam no novo horário até sexta-feira. A mudança será gradativa e, se houver necessidade, vai alcançar todas as 47 Unidades Básicas de Saúde.

Todos contra a Dengue

Representantes de órgãos do Governo e da Prefeitura de Manaus reuniram-se nesta segunda-feira para a organização do ‘Dia D de Combate à Dengue’. O movimento intitulado ‘Todos Contra a Dengue’, será nesta sexta-feira, dia 25. A reunião foi na sede do Governo e contou com a participação das secretarias de Saúde Estadual (Susam) e Municipal (Semsa), de Educação do Estado (Seduc) e do Município (Semed), Agência de Comunicação (Agecom), Secretaria de Governo (Segov), Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), entre outros órgãos públicos.

A convocação do ‘Dia D contra a Dengue’ foi feita pelo Governador Omar Aziz, no último domingo, durante encontro com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. A ideia é convocar toda a sociedade para uma grande manifestação com o objetivo de chamar atenção da população sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue.

“Não será um ato único. Será um dia de mobilização em toda a cidade. Estamos convocando movimentos sociais, escolas, igrejas e os aparelhos do Estado e do Município para organizarem-se no sentido de sensibilizar as pessoas a se envolverem nesta luta contra o mosquito da dengue”, disse a chefe da Agecom, Lúcia Carla Gama. Segundo ela, haverá adesivagem, panfletagem e passeatas em vários lugares diferentes, para que o movimento alcance a todos.

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

Saiba como prevenir seus eletroeletrônicos dos danos causados pelas fortes chuvas

São Paulo, novembro de 2017 – Basta o Verão se aproximar para voltar a preocupação c…