Uma comissão de aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas foi recebida pelo secretário de Estado de Governo, George Tasso, nesta terça-feira (26), para esclarecer o andamento do processo que prevê a contratação dos 1.239 aprovados no certame realizado em novembro de 2009, com vagas para soldados, sargentos, cabos e tenentes. A nomeação para os cargos depende da conclusão das obras das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), onde os concursados exercerão suas atividades.

A comissão de concursados pede a realização do Curso de Formação, que antecede o ingresso nos quadros da corporação. De acordo com George Tasso, o cronograma do curso só poderá ser definido a partir da conclusão das obras das UPAs. “As reivindicações que eles apresentaram não são exequíveis a curto prazo, ou seja, eles querem ser contratados antes que as UPAs sejam construídas. Quando as novas unidades estiveram prontas eles serão contratados para fazer aquele equipamento público funcionar”, afirma o secretário.

Após a conclusão das UPAs, os esforços do Governo do Estado estarão voltados para equipar as unidades e treinar os profissionais, por meio do Curso de Formação, que terá duração de 45 dias. “Não há nenhum tipo de contradição entre esperar a conclusão das UPAs e contratação dos concursados”, ressalta.

As novas UPAs são resultado da parceria entre os Governos do Estado e Federal, sendo que a implementação e operacionalização estão sob responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas. Na capital estão sendo construídas cinco UPAs nos bairros Cidade Nova I, Campos Sales, Nova Israel, Petrópolis e Jorge Teixeira. As unidades da Cidade Nova e de Campos Sales têm previsão de conclusão no início do segundo semestre. Outras duas unidades serão construídas também em interior, uma em Manacapuru e outra em Itacoatiara.

“O Governo do Estado é o que mais investe em saúde pública no Brasil. São mais de 20% do orçamento do Estado investidos em médicos, em manutenção dos hospitais, equipamentos. As UPAs entram para somar e serão investimentos a mais para o bem estar da população”, destaca Tasso.

Fonte: Agecom

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Check Also

O Natal, crise de ansiedade e depressão

Você sabia que aumenta a incidência de casos de crise de ansiedade ou mesmo de depressão c…