Desde o fim de março, o IBAMA vem mantendo sob sua guarda o gado apreendido na fazenda Marmelo, localizada no sul de Lábrea-AM..

O gado foi todo contabilizado e a equipe está se preparando para retirar os animais da fazenda,
aguardando apenas a vacinação do rebanho. Foto: Divulgação

Manaus – A Operação Disparada do IBAMA apreendeu 3.121 cabeças de gado município de Lábrea-AM, distante cerca de 900 km de Manaus/AM. Desde o fim de março, o IBAMA vem mantendo sob sua guarda o gado apreendido na fazenda Marmelo, localizada no sul de Lábrea-AM, nas proximidades do distrito de Vista Alegre do Abunã, Porto Velho-RO. O gado foi todo contabilizado e a equipe está se preparando para retirar os animais da fazenda, aguardando apenas a vacinação do rebanho e a liberação pelas autoridades sanitárias para o transporte dos animais.


A fazenda Marmelo tem 100% de sua área desmatada, desrespeitando completamente o Código Florestal (Lei n° 4.771, de setembro de 1965). A área não possui autorização/licenciamento para atividade agropecuária nem titulação de terra.

O responsável foi autuado em 2008 por destruir 3.694 hectares de floresta em terras públicas, destes, 192 hectares em área de preservação permanente, totalizando R$ 4.784.750,00 em multas. A área foi embargada, e o responsável foi notificado para retirar todo gado para que a área fosse regenerada, como a notificação não foi cumprida todo rebanho foi apreendido.

De acordo com o Superintendente do IBAMA no Amazonas, Mario Lúcio da Silva Reis, a apreensão de gado vai acontecer em mais localidades se houver o aumento do desmatamento. O IBAMA já assinou o Pacto do Desmatamento Zero em Apuí e Boca do Acre, e espera que mais municípios se comprometam com a redução dos desmatamentos. O superintendente chama a atenção para que todos os proprietários e posseiros de terras façam a adesão ao Cadastro Ambiental Rural – CAR, parte do programa Mais Ambiente, que vai possibilitar a regularização ambiental das propriedades rurais e em alguns casos suspender até os embargos de áreas autuadas.

O Programa Mais Ambiente (Decreto nº 7029, de 10 de dezembro de 2009) faz parte do Programa Federal de Apoio à Regularização Ambiental de Imóveis Rurais cujo objetivo é promover e apoiar a regularização ambiental de imóveis. A adesão ao programa é um compromisso do proprietário de terra em se regularizar de acordo com Código Florestal.

Fonte: D24.com
O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

Por que demitir pode não ser a melhor estratégia?

Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) o Brasil encerrou o …