Marinha ainda faz buscas por pescador desaparecido em naufrágio
Manaus. Entre janeiro e julho deste ano já morreram 22 pessoas em 62 acidentes em rios de todo o Estado do Amazonas. O número de casos variou pouco em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 63 acidentes. Já os óbitos saltaram de 16 para 22.

De acordo com a Marinha, a negligência dos tripulantes e a falta de manutenção nas navegações são as principais causas dos acidentes.
Nesta sexta-feira (29), continuam as buscas pelo pescador que desapareceu depois que um pesqueiro com sete tripulantes naufragou no último domingo (24), no rio Amazonas, no município de Urucurituba, a 212 km de Manaus. O barco viajava de Parintins para o Alto Rio Purus para pesca profissional.
No dia 12 deste mês, uma embarcação naufragou no rio Amazonas, em Pau Cavado, próximo a Macapá (AP), e 34 passageiros foram resgatados. Dois deles foram salvos por moradores ribeirinhos e um navio de carga ajudou no resgate de outras 32 pessoas. A Marinha encerrou no dia 20 as buscas pela única desaparecida. De acordo com o comandante da corporação no Macapá, Marcelo Resende, as chances de encontrar Yasmim Gama Barbosa, de nove anos, com vida é praticamente zero.
Fonte: R7.com.br

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Load More Related Articles
Load More In Acidente
Comments are closed.

Check Also

Filho ilustre de Humaitá é preso na 2º fase da operação Maus Caminhos

Manaus.  Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a segunda fase da Operação Maus…