<p$1>Jair de Sousa, 44 anos, se apresentou com advogado no fim da manhã desta quarta-feira (06) na Delegacia Especializada em Crimes Contra Vida de Porto Velho, onde prestou depoimento do crime de homicídio cometido por ele no último domingo (03) em um sítio, localizado na BR 319, sentido Humaitá-AM, margem direita do Rio Madeira. (Entenda o caso)<p$1>
<p$1>De acordo com informações apuradas no departamento policial, o agricultor disse que matou George devido a vítima ter lhe insultado com palavras de baixo calão, onde inclusive o mesmo tentou lhe bater por causa de um aparelho celular que sumiu da casa do acusado e no dia do crime foi visto no bolso de George.<p$1><p$1>Depois do crime Jair se escondeu na região e somente hoje resolveu esclarecer caso na delegacia, jurando auto defesa.<p$1><p$1><p$1><p$1>O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.</p$1></p$1>
<p$1><p$1>Fonte: Rondoniaovivo.com</p$1></p$1></p$1></p$1></p$1></p$1></p$1></p$1></p$1>

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá
Comments are closed.

Leia mais

Por que demitir pode não ser a melhor estratégia?

Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) o Brasil encerrou o …