Neste sábado (20), aconteceu a final infantil e quem ficou no lugar mais alto do pódio foi Mayra Luiza do Clube dos Oficiais, Espírito Santo

Campeonato de Ginástica Rítmica (Antônio Lima )

Charme, leveza, flexibilidade. Durante cinco dias Manaus foi a capital da Ginástica Rítmica, o Campeonato Brasileiro da modalidade, categoria pré-infantil e infantil, que aconteceu na Arena Amadeu Teixeira, Zona Oeste, foi um verdadeiro sucesso.
As pequenas mostraram que o Brasil já tem um futuro garantido na Ginástica Rítmica. Além de toda elegância, elas encantaram ao desenvolverem seus movimentos com precisão na hora de suas apresentações.

A abertura do campeonato foi na quarta-feira, com o desfile de todas as competidoras. Na quinta, o público vibrou com as performances e técnicas demonstradas pelas ginastas mirins na arena.

Mas, como em toda disputa alguém é coroado o melhor, no campeonato de ginástica não poderia ser diferente. Neste sábado (20), aconteceu a final infantil e quem ficou no lugar mais alto do pódio foi Mayra Luiza do Clube dos Oficiais, Espírito Santo. Keoanna Chagas, do Paraná garantiu a segunda colocação e Marine Vieira, também do Paraná, o terceiro lugar.

Neste domingo foi a vez da categoria pré-infantil. Mariany Myiamoto, de Santa Catarina, foi medalha de ouro. A prata ficou com a representante do Paraná, Rafaela da Silva e a de bronze com Vitória Guerra, de Minas Gerais.

Amazonenses em destaque
As ginastas amazonenses Letícia Farias (Associação Atlética Adalberto Vale) e Maria Izabel Padilha (Associação Desportiva Lassalista), foram as que mais se aproximaram das finais. A primeira, conquistou a vigésima segunda colocação na categoria infantil, onde 18 meninas foram para final.

Já a ginasta Maria Izabel Padilha, ficou com a décima nona colocação da categoria pré-infantil, onde 15 meninas disputaram a final.

As representantes do Amazonas, Associação Desportiva Lassalista (6° lugar geral por equipes) e Associação Atlética Adalberto Vale (8° lugar geral por equipes), colocaram o estado entre as oito melhores da modalidade no país.

A presidente da Federação Amazonense, Verônica Martins avaliou a competição de forma positiva.

“Valeu a pena trazer o campeonato brasileiro para cidade, é uma forma de difundir a modalidade e afirmar que nos tornamos rota de grandes eventos da modalidade”,comentou.

Fonte: acritica.uol.com.br

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Load More Related Articles
Load More In Amazonas
Comments are closed.

Check Also

Filho ilustre de Humaitá é preso na 2º fase da operação Maus Caminhos

Manaus.  Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a segunda fase da Operação Maus…