Manaus – O deputado Luiz Castro subiu o tom, hoje, em relação ao imbróglio na realização do concurso para o preenchimento de vagas na Defensoria Pública. Castro solicitou, por meio de indicação à Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), informações sobre os pagamentos feitos pelo Governo do Estado ao Instituto Cidades. “Esse instituto publicou matéria paga de página inteira nos principais jornais com mentiras deslavadas, pagas com dinheiro público”, criticou.

O deputado critica o fato de os responsáveis pelo instituto terem tentado apontar falsidade na denúncia de fraude no concurso, argumentando ainda que os denunciantes seriam candidatos não aprovados na primeira etapa do certame. “Duas mentiras. A denúncia foi feita por pessoas que tiveram notas ótimas, mas que denunciaram por dever cívico de não compactuar de forma alguma com nenhum tipo de esquema”, explicou.

Castro também reforçou as críticas contra a postura do defensor geral Tibiriçá Valério de Holanda, que até agora não teve o bom senso de pedir o afastamento da direção da instituição, enquanto seguem as investigações. “A atitude de Tibiriçá é de quem tem culpa no cartório e quer se ver protegido pela função que lhe garante segundo grau de instância na Justiça”, disse.

A atitude do defensor, segundo Castro, é desrespeitosa com seus colegas, com a sociedade e com sua própria biografia. “Se ele não pediu a saída, o governador deve encaminhar à Assembléia Legislativa mensagem solicitando o afastamento definitivo do defensor”, sugeriu.

Na opinião do deputado, falta sensatez ao defensor para não atrapalhar o andamento das investigações. “Se fosse uma pessoa de bom-senso teria se afastado desde o início. A sua atitude é uma confissão de culpa”, salientou.

Fonte: Gabinete do Deputado Luiz Castro

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas

Deixe uma resposta

Verifique também

A insegurança no amor

Hoje em dia muitos homens e mulheres têm optado por não viverem uma relação amorosa estáve…