O anúncio foi feito pelo vice-governador do Amazonas, José Melo, em São Gabriel da Cachoeira (a 858 quilômetros de Manaus)

Manaus – O Governo do Amazonas vai ampliar a atuação do Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) na investigação de ilícitos em áreas de fronteira do Estado para apoiar uma atuação pontual das forças de segurança estadual, federal e do governo colombiano. O anúncio foi feito pelo vice-governador do Amazonas, José Melo, em São Gabriel da Cachoeira (a 858 quilômetros de Manaus), na quarta-feira (3), em visita à base operacional da Força Aérea Brasileira (FAB) no município.

A ação do Governo Estadual será desencadeada em apoio à Operação Ágata, lançada nesta quinta-feira (4), pelo vice-presidente da República, Michel Temer, e os ministros da Defesa, Nelson Jobim, e da Justiça, Eduardo Cardozo, em Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus). Para executar a operação, a partir desta sexta-feira (5), o Exército, Marinha e Aeronáutica disponibilizarão cerca de dois mil homens para ocupar uma extensão de 1.650 quilômetros da fronteira do Amazonas com o Peru, Colômbia e Venezuela.
“Esperamos que a ação venha impedir a entrada da droga no Estado, uma vez que mais de 80% dos crimes registrados pela Secretaria de Segurança tem como pano de fundo o tráfico e o uso de entorpecentes”, afirma Melo, que recebeu a comitiva liderada por Michel Temer em São Gabriel da Cachoeira na tarde da última quarta-feira.
Em paralelo ao lançamento da Operação Ágata, o Governo Federal e da Colômbia assinaram um acordo para implantação do Plano Binacional (Brasil-Colômbia), em Tabatinga, visando a união de esforços para o combate a ações ilícitas na fronteira, bem como à integração social da população que vive na fronteira entre os dois países. “Os dois países fazem uma força única para a defesa das fronteiras contra o narcotráfico e os crimes ambientais. A partir dos resultados obtidos no Estado, a proposta é ampliar a ação para outras fronteiras do país”, ressaltou o vice-presidente da República.
Ainda no município de Tabatinga, o Governo do Estado dá continuidade à Operação Três Fronteiras, desencadeada no final de 2009, pela Polícia Federal em parceria com Força Nacional e a Polícia Militar do Amazonas. O policiamento ostensivo no município conta com um efetivo de, aproximadamente, cem homens das forças de repressão contra o tráfico de drogas, contrabando de armas e de recursos florestais.
Logística – De acordo com o comandante da Operação Ágata, general Luís Carlos Matos, a estrutura que a FAB e o Exército Brasileiro dispõem em São Gabriel da Cachoeira será fundamental para a operação, que vai concentrar os maiores esforços em Tabatinga, inicialmente. “Vamos contar com o incremento de meios e recursos da Marinha e Aeronáutica. Já existem aeronaves em Manaus, São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga. As embarcações estão espalhadas ao longo das calhas dos rios Japurá, Içá, Solimões e Rio Negro, que representam as principais vias de acesso dos traficantes dos países de fronteira com Amazonas”, afirmou o general.
Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

‘DÃO’ é preso novamente por Tráfico de Drogas

Força Tática do 4ºBPM efetuou a detenção de PEDRO BRAGA RAMOS vulgo ‘DÃO’, …