O anúncio foi feito durante a segunda reunião de apresentação do programa do Governo Federal, que reuniu 46 secretários do interior

Manaus – Nas próximas semanas, o Governo do Amazonas vai oferecer assistência técnica aos 62 municípios para a implantação do Plano Brasil Sem Miséria. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, dia 2 de setembro, pela secretária de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas), Regina Fernandes.

O anúncio foi feito durante a segunda reunião de apresentação do programa do Governo Federal, que reuniu 46 secretários do interior, no auditório do órgão, na rua Darcy Vargas, no bairro Chapada, zona Centro-Sul.
De acordo com a secretária, o Governo vai prestar auxílio às prefeituras para que sejam implantados os Centros Especializados de Referência da Assistência Social (CREAS) e também garantir o funcionamento dos 78 Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), que irão ajudar no processo de identificação das mais de 630 mil pessoas em situação de extrema pobreza para serem inseridas nos benefícios sociais, educacionais, infraestrutura e saúde do Brasil Sem Miséria.
Previstos no Plano lançado pela presidente Dilma Rousseff, em maio deste ano, CREAS e CRAS são as duas principais portas de acesso à defesa dos direitos de crianças, adolescentes, mulher e idoso. No Amazonas, existem 78 Centros Especializados – sendo 18 em Manaus – e 33 CREAS. “São eles que vão ajudar na busca ativa dessas famílias. É importante que todos os municípios criem seus centros”, disse a titular da Seas.
CRAS Itinerantes – Regina Fernandes disse também que o governo e prefeituras vão implantar o CRAS Itinerantes, com a utilização de barcos e lanchas para realizar cadastro socioeconômico das populações ribeirinhas.
“A filosofia do Brasil Sem Miséria é fazer com que o Estado vá ao encontro das pessoas que não tem acesso aos serviços oferecidos pelos municípios, nas diversas áreas, como assistência social, cidadania, educação, saúde, moradia e infraestrutura”, disse.
Atalaia do Norte – O secretário da Assistência Social de Atalaia do Norte, José Márcio da Costa, lembrou que o município é o terceiro do Brasil em região territorial e o primeiro em extensão de hidrovia, e não conta com serviços oferecidos pelo CREAS. Na cidade funciona apenas um CRAS.
“A ajuda do Governo do Estado será de grande importância para a nossa cidade e vamos atuar juntos para levar melhorias a nossa população”, disse Costa.
Localizada a Oeste do Amazonas, a mais de 1 mil quilômetros de Manaus, Atalaia do Norte é considerada pelo Governo um dos principais municípios onde o Brasil Sem Miséria vai atuar de forma intensificada, segundo Regina Fernandes.
“Atualmente, o município tem uma população de 15,9 mil habitantes, distribuídos na sede, em 47 comunidades indígenas e outras 18 localidades não indígenas”, informou José Costa.

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas

Deixe uma resposta

Check Also

O Natal, crise de ansiedade e depressão

Você sabia que aumenta a incidência de casos de crise de ansiedade ou mesmo de depressão c…