46ª edição do Fórum Estadual de Turismo Realizado pela Amazonastur
Foto divulgação
Manaus – Aproximadamente 470 hotéis instalados no Estado, cadastrados no Ministério do Turismo, deverão passar por uma rigorosa avaliação de classificação pelo Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM). A medida faz parte do novo Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass), debatido nesta sexta-feira (9), na 46ª edição do Fórum Estadual de Turismo, realizado pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), no auditório da Agência de Fomento do Estado (Afeam), na avenida Constantino Nery, zona centro-sul de Manaus.

De acordo com o diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo, Ricardo Moesch, o objetivo da inspeção é assegurar um padrão nacional de hotel baseado nas classificações, que compreendem de uma até cinco estrelas.
“A nova tabela da SBClass contempla sete categorias de empreendimento: flat, hotel fazenda, hotel histórico, cama e café, resort e pousada. Por meio dessa definição, padronizada pelo Ministério do Turismo, o hóspede ou turista estará ciente de qual serviço ele terá e/ou poderá exigir”, disse Moesch. Para ele, a tendência é que os hotéis considerados de uma ou duas estrelas melhorem sua estrutura e serviço para que possam subir na classificação.
O avaliador dos meios de hospedagem do Ipem-AM, Itamar Souto, acrescentou que todos os proprietários de empreendimentos do segmento hoteleiro reconhecidos pelo Cadastur, sistema de cadastro do Ministério do Turismo, poderão preencher um formulário informando a classificação de seu estabelecimento, mas dependerão de avaliação do Ipem-AM para obter o selo com o aval do Inmetro e Ministério do Turismo. Itamar explicou que os requisitos para o selo são divididos em mandatórios (de cumprimento obrigatório pelo meio de hospedagem) e eletivos (de livre escolha do meio de hospedagem, tendo como base uma lista pré-definida). “O meio de hospedagem para ser classificado na categoria pretendida deve demonstrar o atendimento a 100% dos requisitos mandatórios e a 30% dos requisitos eletivos”, explicou.
50 hotéis de selva querem inclusão
Enquanto hotéis, flat e pousadas definem sua classificação no Ministério do Turismo, aproximadamente 50 hotéis de selva no Amazonas organizam, desde o ano passado, um movimento para inclusão da categoria no SBClass. Segundo a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, o Estado já elaborou dois projetos para o reconhecimento da modalidade, mas ela alerta que falta maior organização do setor para a padronização. “Não tem como traçar um perfil dos hotéis de selva sem que a maioria se voluntarie para uma avaliação do Ministério do Turismo”, comentou Oreni, ao ressaltar que grande parte dos empresários da hotelaria de selva não participa dos fóruns de turismo que ocorrem de dois em dois meses no Estado. “Estamos nos esforçando para fazer do Amazonas um Estado Turístico para a Copa de 2014, mas precisamos do apoio da iniciativa privada”, destacou.
Requisitos básicos para cada categoria de hospedagem, conforme o SBClass
HOTEL: estabelecimento com serviço de recepção, alojamento temporário, com ou sem alimentação, ofertados em unidades individuais e de uso exclusivo dos hóspedes, mediante cobrança de diária;
RESORT: hotel com infraestrutura de lazer e entretenimento que disponha de serviços de estética, atividades físicas, recreação e convívio com a natureza no próprio empreendimento;
HOTEL FAZENDA: localizado em ambiente rural, dotado de exploração agropecuária, que ofereça entretenimento e vivência do campo;
CAMA E CAFÉ: hospedagem em residência com no máximo três unidades habitacionais para uso turístico, com serviços de café da manhã e limpeza, na qual o possuidor do estabelecimento resida;
HOTEL HISTÓRICO: instalado em edificação preservada em sua forma original ou restaurada, ou ainda que tenha sido palco de fatos histórico-culturais de importância reconhecida;
POUSADA: empreendimento de característica horizontal, composto de no máximo 30 unidades habitacionais e 90 leitos, com serviços de recepção, alimentação e alojamento temporário, podendo ser em um prédio único com até três pavimentos, ou contar com chalés ou bangalôs; e
FLAT/APART-HOTEL: constituído por unidades habitacionais que disponham de dormitório, banheiro, sala e cozinha equipada, em edifício com administração e comercialização integradas, que possua serviço de recepção, limpeza e arrumação.
O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.
Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Load More Related Articles
Load More In Amazonas

Deixe uma resposta

Check Also

Filho ilustre de Humaitá é preso na 2º fase da operação Maus Caminhos

Manaus.  Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a segunda fase da Operação Maus…