Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que o primeiro semestre de 2011 teve 52.689 casos a menos que o primeiro semestre de 2010.
Foto: reprodução / Agência Brasil
A região da Amazônia Legal, que concentra 99% dos casos de Malária no Brasil, notificou 115.708 casos em 2011 até agora. O balanço da epidemia mostra que as internações por conta da doença também diminuíram. A queda foi detectada em todos os estados da região: 45% no Acre, 41% no Amazonas, 39% no Maranhão, 36% em Rondônia, 30% em Tocantins e menos de 30% nos Estados do Amapá, Mato Grosso, Roraima e Pará.

O número de infecções pelo causador da forma mais grave de Malária, Plasmodium falciparum, caiu de 26.917 em 2010 para 13.464 neste ano. Porém, o número de mortes aumentou de 69 para 72. Alexandre Padilha, Ministro da Saúde, diz que pretende chegar ao final de 2010 com menos de 300 mil casos da doença. “É uma meta ousada”, admite Alexandre.
Para não atrair a malária, evite os igarapés de água limpa, sombreada e parada, pois são o que mais atraem os mosquitos transmissores. Entre os sintomas da malária estão a fraqueza, os calafrios, a febre alta, a dor de cabeça e a dor no corpo. O período de incubação para se recuperar varia de oito a 17 dias, podendo chegar a meses de condições graves e, em casos extremos, pode levar a morte.
Estratégia da campanha ‘Mobilização contra a Malária’ foi lançada nesta segunda-feira
Cerca de 47 municípios da Amazônia Legal irão receber 1,1 milhão de mosquiteiros ou cortinados com inseticida de longa duração impregnados. Lançada pelo Ministério da Saúde, a campanha do governo quer reforçar a importância do diagnóstico precoce e incentivar o tratamento completo para a população.
Para atingir a população com a campanha serão feitos panfletos, gibis e DVDs com a campanha. Esta campanha faz parte do Projeto para Prevenção e Controle da Malária na Amazônia Brasileira, que tem como principais objetivos controlar a doença, distribuir mosqueteiros, aumentar o envolvimento da comunidade em regiões de risco e estimular o trabalho conjunto com os países vizinhos.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS, 240 milhões de casos de malária são registrados anualmente e as regiões mais afetadas são a América do Sul, Ásia e África.
Informações da Agência Brasil
Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Amazonas

Deixe uma resposta

Verifique também

Movimento Transparência Partidária entregam petição para Gilmar Mendes

O Movimento Transparência Partidária em parceria com outras 18 organizações entregou esta …