As obras do Centro Recreativo de Esporte e Lazer (CREL) de quatro municípios amazonenses das calhas do Médio Solimões, Purus, Juruá e Madeira, executadas pelo Governo do Amazonas por intermédio da Secretaria Estadual de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), estão em estágio avançado e devem ser entregues ainda no primeiro semestre deste ano. Outros cinco municípios acabam de iniciar obras dos espaços para a prática esportiva.

A iniciativa é inédita e segue a determinação do governador Omar Aziz de interiorizar as ações da Sejel. “Com os CREL’s nós possibilitamos à população do interior o acesso a espaços para atividades não só esportivas, mas também culturais e de lazer. Desta forma, democratizamos os projetos da Secretaria para que eles não fiquem concentrados somente na capital, conforme orienta o governador Omar Aziz”, afirma a titular da Sejel, Alessandra Campêlo.
Segundo a secretária, o projeto conta com recursos obtidos através de emenda parlamentar em 2008 da ex-deputada federal e atual senadora Vanessa Grazziotin e atende à reivindicação de várias entidades de classes, entre elas profissionais da educação e mototaxistas.
Em Tefé (a 523 quilômetros de Manaus) a construção do CREL está quase concluída, com 98% das obras prontas, faltando finalizar detalhes no acabamento.  Na cidade de Lábrea (a 702 quilômetros da capital) 80% da obra estão finalizados. Já no município de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus) a construção está em andamento e apresenta 60% de avanço e em Carauari (que fica a 788 quilômetros de Manaus) metade do trabalho está pronto.
Manacapuru, na região metropolitana, foi o primeiro município amazonense a ser contemplado com um CREL, localizado no quilômetro 07 da rodovia AM-352, construído após uma demanda dos professores por intermédio do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) e que serve como espaço para reuniões, palestras, atividades culturais e de lazer.
Os centros destinados à prática de esporte possuem 161 metros quadrados de área construída com piscina, churrasqueira, vestuários masculinos, femininos e para pessoas com deficiência. Além de sala destinada ao setor administrativo com depósito e lavabo.
Em 2012 – Outros CREL’s têm previsão de serem iniciados este ano. Maués, Urucará, Nova Olinda do Norte, Barcelos e Codajás estão com obras em andamento em estágio inicial. A construção dos centros em Tabatinga, Parintins, Eirunepé, Itapiranga, Beruri e Manaus aguardam o parecer final da Caixa Econômica Federal que determinará o inicio do processo de licitação.
Ao todo serão16 espaços na capital e no interior, construídos pelo Governo do Amazonas em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam). As obras estão sendo executadas em terrenos próprios das delegacias sindicais do Sinteam.
Metas – De acordo com a secretária Alessandra Campêlo, além do investimento em esporte, o desenvolvimento de ações com foco na juventude é uma das prioridades da Sejel. O projeto Galera Nota 10, criado por Omar Aziz em 2002, deverá ser ampliado para o interior do Estado. “A partir de maio vamos implantar o projeto em pelo menos dois municípios. Mas até ano que vem serão 10 cidades beneficiadas”, explica a secretária da Sejel.
A proposta visa prevenir e combater o consumo de drogas entre os jovens que moram no interior. Segundo Alessandra, os municípios ainda serão definidos, porém os que compõem a Região Metropolitana de Manaus provavelmente estarão entre os primeiros a serem atendidos. “Como se tratam de cidades próximas à capital, esses jovens acabam tendo facilidade de acesso a entorpecentes. Por isso levar o Galera Nota 10 ao interior acaba sendo uma ação também de segurança pública”, pontua.
O projeto Galera Nota 10 busca proporcionar ao segmento juvenil em situação de risco social atividades socioeducativas, culturais, esportivas e de lazer, como dança, música e jogos entre o período das 22h às 3h, a fim de evitar a ociosidade nos horários considerados de alto risco.
Outras metas, conforme destaca a secretária, são a reforma da Vila Olímpica de Manaus que funcionará como Centro de Alto Rendimento para as Olimpíadas de 2016, e a construção do Centro de Ginástica que levará o nome de Bianca Maia, amazonense medalha de ouro nos jogos Pan-americanos de Guadalajara. “A elaboração do projeto está sendo finalizado. Em seguida daremos início ao processo de licitação. O centro será construído dentro dos padrões internacionais conforme o que determina o governador do Estado. Um avanço para a modalidade no Amazonas. Estaremos investindo nos talentos locais”, ressalta.
Novidades – Algumas novidades no calendário esportivo de 2012 estão sendo preparadas pela equipe técnica da Sejel. Uma delas será a realização da primeira edição das Olimpíadas Rurais, como adianta a secretária estadual de esporte. “Vamos reunir os moradores das zonas rurais de vários municípios amazonenses em um torneio com modalidades presentes no dia a dia dessas pessoas. Teremos corrida de rabeta e até competição de cobrança de pênaltis, muito comum nesses locais”, detalha Campêlo. A Olimpíada Rural do Amazonas contará com o apoio do Ministério dos Esportes.
 O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.
Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Deixe uma resposta

Verifique também

MPT encontra indícios de demissão discriminatória por idade na Estácio de Sá

Levantamento feito em uma lista de 77,8% dos professores dispensados mostra que eles têm m…