Manicoré-AM. O Governo do Amazonas realiza no período de 27 a 30 de março (terça a sexta-feira), o trabalho de cadastro e identificação de deficientes no município Manicoré (a 390 km de Manaus) para inclusão no projeto “Viver Melhor”, do programa Amazonas Social, idealizado pelo governador Omar Aziz. O trabalho faz parte do eixo Habitação/Municípios, coordenado pela Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas).  


Manicoré é o nono município mais populoso do Amazonas, com 44,3 mil habitantes, e será a quinta cidade visitada pelo projeto, que já cadastrou 161 pessoas em Parintins; 150 em Iranduba; 42 em Manaquiri e 19 em Caapiranga. A meta é atender 20 mil famílias em todo o Estado. O Viver Melhor é executado pela Secretaria de Estado da Pessoa com Deficiência (Seped) em articulação com as secretarias de Saúde (Susam), Infraestrutura (Seinfra), Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e Seas.

No município, três equipes formadas por assistentes sociais, fisioterapeuta e um georreferenciador vão realizar o trabalho de busca ativa de deficientes físicos de membros inferiores, deambulação (que não tem como se locomover), acamados e cadeirantes. As informações são repassadas para a Seped que, dependendo da necessidade de adaptação da residência, doações de próteses e cadeira de rodas, articula ações com a Seinfra ou a Susam.

A secretária titular da Seas, Regina Fernandes, informa que, no trabalho, a Seas também realiza o cadastro social das famílias e verifica se o deficiente tem perfil socioeconômico para receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), concedido pelo Governo Federal. “A orientação do governador Omar Aziz é garantir oportunidades e melhor qualidade de vida ao deficiente no interior”, disse ela, que acompanha pessoalmente o trabalho nos municípios.

Localizado na calha do rio Madeira, no Sul do Amazonas, Manicoré registra um indicador médio de 0,621 no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), de acordo com Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Amazonas

Deixe uma resposta

Verifique também

MPT quer reparação dos danos causados pelo amianto no país

Apesar do banimento total da fibra, as consequências para quem foi exposto podem aparecer …