1.847 alunos-soldados que estão em fase de capacitação técnica realizada pelo Governo do Amazonas, e que atuarão na nova fase do programa Ronda no Bairro.

1.847 alunos-soldados no CFAP (Centro de Aperfeiçoamento de Praça).
O aluno-soldado Cilas Jerrison decidiu trocar o quadro e o pincel por armas e munições. O Rondoniense que morava em Humaitá/AM largou a carreira de professor no interior do Estado e se mudou para a capital com o intuito de realizar o sonho de ser policial militar. “Eu era professor e agora vou ser policial militar porque eu optei por isso”, disse. Cilas faz parte da turma de 1.847 alunos-soldados que estão em fase de capacitação técnica realizada pelo Governo do Amazonas, por intermédio da Secretaria Estadual de Segurança Pública, e que atuarão na nova fase do programa Ronda no Bairro, idealizado pelo governador Omar Aziz.

A segunda etapa do programa deverá ser implementada ainda no primeiro semestre deste ano. “Esperamos até o fim do mês de junho, conforme determinou o governador Omar Aziz, colocar todos os novos PMs nas ruas, combatendo a criminalidade, garantindo a segurança da população”, reforçou o secretário adjunto do Ronda no Bairro, tenente-coronel Amadeu Soares.
O Curso de Formação que está em andamento prevê instrução de tiro, dividida em 35 horas de aulas teóricas e 8 horas de exercício prático. Segundo Amadeu Soares, o diferencial do treinamento está na inclusão do conteúdo repassado aos policiais que atualmente trabalham fazendo a ronda na zona norte de Manaus, onde funciona a primeira etapa do programa de segurança pública. “Esse efetivo que está se formando já sairá com noções de polícia comunitária, jeito proativo e preventivo de trabalhar, ressaltando a interação da polícia com a população, bases do projeto Ronda no Bairro”, explicou o secretário adjunto.
As aulas acontecem na base da Associação e Clube de Tiro da Amazônia Ocidental (ACTAO) localizada no Km 21 da BR-174 (que liga Manaus a Boa Vista). A área com 350 mil metros quadrados possibilita o treinamento em manuseio de variados tipos de armamentos como revólveres, pistolas, além de armas de uso restrito como metralhadoras e fuzis. “Aqui muitos deles têm o primeiro contato com uma arma. Portanto estamos estudando a proposta de educação continuada. Assim que os PMs se formarem eles voltarão a passar por cursos a cada 3 meses, assim o agente não perderá sua habilidade profissional”, frisou o diretor pedagógico do Campus de Ensino III do Instituto Integrado de Segurança Pública (Iesp), responsável pela formação dos novos policiais militares, tenente-coronel Lúcio Silva.
A formação contínua também é uma das bases do Ronda no Bairro, conforme destacou Amadeu Soares. “O investimento do Governo em treinamento reflete a preocupação do governador Omar Aziz com o policial. Isso é um grande diferencial em relação a tudo que já foi feito na segurança pública do Estado. A valorização do profissional passa por diversos fatores, um deles é a educação continuada”, finalizou.
Vocação natural – A realização profissional também motivou Cilas Jerrison. Desde criança o aluno-soldado sonhava em seguir a carreira de policial militar, uma vocação que parecer estar no sangue. “O meu irmão também é policial militar em Rondônia. Portanto, é um sonho estar hoje na Polícia Militar. Estou me dedicando muito”.
O Programa Ronda no Bairro, lançado em fevereiro deste ano, tem como objetivo aproximar o policial do cidadão e já obteve resultados significativos na zona norte com a redução de 60% nos índices de homicídios somente no mês de março. “Ter um policial mais presente é importante, as pessoas têm que confiar, têm que ir ao DIP denunciar, e tem que estar presente junto com a polícia. Precisamos da comunidade nos apoiando”, ressaltou o futuro PM.
O policiamento nos bairros da zona mais populosa da capital (Cidade Nova, Santa Etelvina, Colônia Terra Nova, Monte das Oliveiras, Nova Cidade, Novo Israel, Colônia Santo Antônio, Cidade de Deus, Novo Aleixo, Alfredo Nascimento, Fazendinha e Braga Mendes) é feito por 1,3 mil policiais militares, em 53 viaturas policiais por turno, durante 24 horas. O programa Ronda no Bairro recebeu até agora investimento de R$ 300 milhões do Governo do Estado e estará implantado em todas as zonas de Manaus até o fim de 2012.
O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.
Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas

Leia mais

‘DÃO’ é preso novamente por Tráfico de Drogas

Força Tática do 4ºBPM efetuou a detenção de PEDRO BRAGA RAMOS vulgo ‘DÃO’, …