Nova Olinda-AM. Foi realizado nesta quarta-feira, 4 de abril, no município de Nova Olinda do Norte (a 154 km de Manaus), o trabalho de busca ativa (cadastro socioeconômico e identificação) de deficientes físicos de membros inferiores, acamados e cadeirantes para inclusão no projeto Viver Melhor, do programa Amazonas Social, criado pelo governador Omar Aziz. A meta é atender 20 mil famílias em todo o Estado.


O projeto é executado pela Secretaria de Estado da Pessoa com Deficiência (Seped) com a parceria das secretarias de Saúde (Susam), Infraestrutura (Seinfra), Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e da Assistência Social e Cidadania (Seas). A busca ativa faz parte do eixo Habitação/municípios, de responsabilidade da Seas. Desde fevereiro, já foram cadastradas 161 pessoas em Parintins; 150 em Iranduba; 42 em Manaquiri; 19 em Caapiranga e 119 em Manicoré.

Nova Olinda é o sexto município do interior do Estado e a segunda cidade da região do rio Madeira atendida pelo Viver Melhor. O primeiro foi Manicoré. De acordo com a secretária da Seas, Regina Fernandes, o Governo do Estado vai visitar 34 residências em Nova Olinda, que fazem parte do cadastro socioeconômico da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). “A orientação do governador Omar Aziz é atender 10 mil pessoas nos 61 municípios”, disse.

Conhecida como a cidade da silvinita (componente básico de fertilizantes e adubo), Nova Olinda do Norte tem uma população de 17,9 mil habitantes sendo, 9,3 mil do sexo masculino e 8,6 mil do sexo feminino, de acordo com censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Manaus

Leia mais

Seja Digital e Prefeitura de Iranduba firmam parceria

Capacitação de servidores ajudará a informar a população sobre a mudança do sinal de TV. S…