Diagnosticar os problemas que fazem da logística e do transporte de cargas os principais vilões no custo de produtos que têm como origem ou destino a Região Amazônia, mais especificamente a Zona Franca de Manaus. Esta é apenas uma das metas da 1ª Transpo Amazônia – Feira e Congresso Internacional de Transporte e Logística, lançada oficialmente em Manaus, no Studio 5, em evento que reuniu lideranças políticas, empresários e representantes das principais empresas que atuam no setor na região. A 1ª Transpo Amazônia acontecerá entre os dias 26 a 28 de junho em Manaus.

Na avaliação do diretor-presidente da Transportes Bertolini e presidente da Federação das Empresas de Logística e Transporte e Agenciamento de Cargas do Amazonas (Fetramaz), Irani Bertolini, é preciso repensar toda a estrutura existente na Amazônia uma vez que os preços dos fretes praticados entre São Paulo (SP) e Recife (PE) são os mesmos praticados entre a capital paulistana e Manaus. “Assim, como é possível que os mesmos produtos cheguem ao consumidor do Nordeste a preços menores do que aqueles praticados no Amazonas se o custo adicional não é do transporte?”, questiona.
         Ainda de acordo com o dirigente da Fetramaz – entidade que ao lado da Confederação Nacional do Transporte (CNT) promove a feira – também serão debatidas soluções para as principais dificuldades dos operadores do segmento rodoviário e rodo-fluvial de cargas na Região Norte, como as péssimas condições de estradas, segurança, excesso de burocracia, falta de pontos de apoio e a condição dos portos.
“Temos a questão das hidrovias que precisam ser melhoradas e das rodovias BR-319 (Manaus-Porto Velho) e BR-316 (Cuiabá-Manaus-Santarém), que poderiam reduzir em até dois dias as viagens até o Sudeste”, acrescentou Bertolini, ao afirmar que o segmento de transportes e logística tem um enorme potencial de crescimento na região e que grupos e empresas estrangeiras já estão atentos ao mercado local.  
AVALIAÇÕES
Presente ao evento de lançamento, o gestor da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Thomaz Afonso Nogueira, parabenizou os organizadores pela iniciativa e ressaltou em seu discurso a necessidade de debates sobre a ampliação e melhoria da eficácia dos modais utilizados na realidade amazônica. O tema também foi abordado pelo Secretário Estadual da Fazenda (Sefaz), Isper Abrahim, que garantiu o apoio do Governo do Amazonas ao desenvolvimento de políticas públicas que possam reduzir custos e prazos.
Para o almirante Antônio Carlos Frade, comandante do 9º Distrito Naval, os empresários que atuam na região são “heróis” diante das barreiras e dificuldade enfrentadas diariamente não apenas para transportar cargas e passageiros, mas também para levar o progresso e desenvolvimento ao interior. O oficial também afirmou que, nos próximos meses, a Marinha vai concluir os serviços da nova sinalização fluvial e da carta cartográfica da região.
O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, afirmou que a 1ª Transpo Amazonia é uma oportunidade única para que se inicie uma nova era para a indústria e para o comércio da região Norte. “Um não existe sem o outro”, acrescentou.
A 1ª Transpo Amazônia também contará com a presença de empresários e líderes do setor de 18 países latino-americanos – Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela – que além de conhecer a região e avaliar possíveis negócios, participarão da Assembleia Geral da Câmara Interamericana de Transportes (CIT).
Além de fóruns, mesas redondas e exposições das principais empresas do setor, o destaque fica por conta da palestra “Pensamento Estratégico”, com o colunista das revistas Você S/A e Vida Simples (Editora Abril), Portal UOL e comentarista da Rádio Eldorado Eugênio Mussak. Mais informações sobre a programação e efetuar inscrições para a 1ª Transpo Amazônia (gratuitas), já está no ar o site oficial do evento: www.fetramaz.com.br/hotsite.
Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas

Leia mais

Por que demitir pode não ser a melhor estratégia?

Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) o Brasil encerrou o …