O balanço trimestral de ocorrências, que também destaca o aumento na produtividade policial, foi divulgado nesta quinta-feira, 17 de maio
RONDA NO BAIRRO EM MANAUS: Foto Roberto Carlos (agecom)
Ao completar três meses de operação na zona norte de Manaus, o programa de segurança pública do Governo do Estado “Ronda no Bairro”, criado pelo governador Omar Aziz, registra redução média de 40% nos índices de criminalidade nesta que é uma das zonas mais populosas da capital amazonense. 

O balanço trimestral de ocorrências, que também destaca o aumento na produtividade policial, foi divulgado nesta quinta-feira, 17 de maio, pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), durante cerimônia de homenagem aos policiais civis e militares do programa cujo desempenho foi reconhecido com a entrega de certificado e brindes. Ao todo, 57 policiais foram homenageados.
De acordo com o coordenador do programa, tenente-coronel Amadeu Soares, a diminuição da violência é fruto da nova filosofia de policiamento comunitário prevista no modelo. De fevereiro a abril deste ano, houve expressiva redução no número de homicídios, da ordem de 39%, com 36 casos registrados, contra 59 no mesmo período do ano passado.
“Nós assumimos um desafio muito grande que era estabilizar e controlar a criminalidade e a violência nos dez bairros que formam a zona norte da cidade. Esta área detinha os maiores índices de homicídio e roubo. Esse é um trabalho que merece sim comemoração e reconhecimento de quem está por trás dele”, disse Amadeu.
Os crimes de tentativa de homicídio acompanharam a queda. De fevereiro a abril, houve redução de 50%, caindo de 60 registros em 2011 para 28 este ano. Outro fato que merece destaque diz respeito às ocorrências de roubo e furto que reduziram 31% e 7%, respectivamente, no mesmo período de comparação.
O investigador da Polícia Civil, Waslei Vasconcelos, foi um dos integrantes do programa que teve o desempenho reconhecido. Ele atribuiu os resultados ao fortalecimento da cooperação entre as policias, através das ações conjuntas implantadas com o Ronda no Bairro.
“No inicio nós tínhamos medo de que o modelo de polícia comunitária falhasse, mas fomos encorajados pelo governador Omar Aziz que não mediu esforços para garantir o sucesso do programa”, comentou.
Com toda mudança provocada pelo Ronda no Bairro, moradores afirmam que a sensação de segurança também aumentou bastante. No bairro Nossa Senhora de Fátima, por exemplo, o engenheiro eletrônico e presidente do bairro, Sebastião Souza dos Santos, afirma que na área dele os casos de violência cessaram mais de 50%.
“Antes, a população daqui não andava à noite a pé na rua porque isso invariavelmente significava ser assaltado por um marginal. Agora as pessoas não só têm mais liberdade quanto estão recuperando o velho hábito de colocar uma cadeira na frente de suas casas para conversar com o vizinho”, destacou Sebastião.
Expansão – A zona leste de Manaus ganhará mais quatro Distritos Integrados de Polícia (DIPs) este ano, dobrando para oito o número de unidades na área. A ampliação da estrutura faz parte da segunda etapa do Ronda no Bairro, lançado pelo governador Omar Aziz. A zona leste, uma das mais populosas da capital, com quase meio milhão de habitantes e com grande concentração de atividades econômicas, deverá receber as ações do programa até o início do segundo semestre.
“Dobra-se a capacidade tanto em obras como em efetivo policial para que se possa ter uma abrangência mais eficaz das operações de segurança pública nessa região. Assim, passaremos a ter um domínio maior deste território, porque quando você coloca um efetivo mais compacto, viaturas, o índice de criminalidade tende a reduzir”, diz o secretário de Segurança Pública do Estado, coronel PM Paulo Roberto Vital. Ele destaca, como exemplo do resultado do programa, a diminuição da criminalidade na zona norte da cidade, a primeira a receber o Ronda no Bairro, que no próximo dia 16 completa três meses.
De acordo com o secretário Roberto Vital, a segunda fase do programa alcançará ainda as zonas centro-sul e oeste da capital amazonense. Até o fim de 2012 a meta é cobrir toda a cidade com as ações do Ronda no Bairro. Para isso, o Governo do Estado reforça a estrutura da área de segurança, com a construção de mais 10 DIPs e reforma e ampliação de outros 14 Distritos de Polícia.
Somente na zona norte, o Governo do Amazonas investiu mais de R$ 8 milhões em obras e mobiliário dos DIPs e CPA (Comando de Policiamento da Área Norte). Nas demais zonas (leste, centro-sul, oeste, sul e centro-oeste), o valor estimado em edificações e mobiliário chega a quase R$ 59 milhões. “Os DIPs precisam ter condições de receber os profissionais que estamos treinando e a nossa população. Por isso estas obras seguem a um calendário rígido de execução, obedecendo a determinação do governador Omar de integrar nossas ações e promover o atendimento adequado ao cidadão que procura a polícia”, afirma o titular da SSP.
Desde abril, a Secretaria de Segurança Pública reiniciou o ciclo preparatório dos policiais que atuarão nas demais zonas da cidade. Participam, por curso, 250 policiais civis e militares entre oficiais, praças, delegados, investigadores e escrivães. O curso, que tem como foco a capacitação em polícia comunitária, é coordenado pelo Instituto Integrado de Ensino em Segurança Pública (Iesp).
O aporte total de recursos a serem empregados em todo o programa Ronda no Bairro atinge R$ 300 milhões.
Bairros da zona leste a serem atendidos  O 25º DIP, em fase avançada de construção, cuja obra está sendo executada através da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), atenderá os moradores dos bairros Armando Mendes, Zumbi dos Palmares, Coroado, Distrito Industrial I e II. Ainda serão construídos o 28º DIP, que beneficiará o Puraquequara, Distrito Industrial II e Colônia Antonio Aleixo; O 29º DIP, com abrangência no Mauazinho e Distrito Industrial II. Além do 30º DIP, que vai contemplar o Jorge Teixeira, Distrito Industrial II e também o bairro Puraquequara.
Pesquisa de opinião
Pesquisa de opinião encomendada pelo Governo do Estado sobre o Ronda no Bairro na zona Norte de Manaus aponta que 90% das pessoas ouvidas na entrevista viram melhorias na segurança pública após a implantação do programa, tanto de dia quanto à noite. 

PRINCIPAIS INDICADORES
NATUREZA DOS CRIMES
2011
(17.fev a 15.mai)
2012
(16.fev a 16.mai)
Diferença
HOMICÍDIO
59
36
-39%
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
56
28
-50%
LESÃO CORPORAL
916
1344
47%
ROUBO
685
634
-7%
FURTO
408
280
-31%
PRODUTIVIDADE
2011
(17.fev a 15.mai)
2012
(16.fev a 16.mai)
Diferença
TCO
736
1027
40%
FLAGRANTE
226
246
9%
ATO INFRACIONAL
104
155
49%
APREENSÃO DE ARMA DE FOGO
62
83
34%
TRÁFICO DE DROGAS (ocorrências)
144
202
40%

 

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas

Deixe uma resposta

Check Also

Eventos climáticos extremos na Bacia Amazônica são investigados por pesquisadores da Faculdade Fucapi

Professor e aluna do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Faculdade Fucapi publica…