Manaus – Por se tratar do primeiro jogo-teste da Arena da Amazônia Vivaldo Lima antes da Copa do Mundo FIFA 2014TM, o jogo inaugural do estádio, neste domingo, dia 9 de março, seguirá os mesmos moldes do padrão estabelecido pela FIFA durante o Mundial. O Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Manaus, preparou todo um esquema que pretende testar a funcionalidade do estádio e a operacionalidade da segurança, mobilidade do trânsito, transporte público, entre outros.

“O que eu estou preocupado agora é que a gente coloque tudo para funcionar, de modo que possamos corrigir, imediatamente, aquelas falhas que porventura possam acontecer”, disse o governador em entrevista na última visita que fez à Arena. Segundo ele, os jogos testes – haverá mais dois – servem justamente para testar a funcionalidade do estádio e de todo o operacional para os quatro jogos da primeira fase da Copa 2014 em Manaus, que serão realizados em junho: Inglaterra x Itália (dia 14), Camarões x Croácia (dia 18), Estados Unidos x Portugal (dia 22) e Honduras x Suíça (dia 25).
O jogo inaugural da Arena será um clássico regional entre o Nacional, de Manaus (AM) e o Clube do Remo, de Belém (PA), pela Copa Verde. A partida inicia às 18h30, mas a operação já vai estar nas ruas pela manhã com a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) e o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) iniciando, às 7h, a interdição de trechos da avenida Constantino Nery (no bairro Chapada), Loris Cordovil (no Alvorada) e Pedro Teixeira (no Dom Pedro).
Em todo o perímetro de segurança da Arena serão instalados 22 postos de verificação onde terão acesso apenas os torcedores, veículos credenciados e moradores das proximidades do estádio – conforme a demarcação de um quilômetro de distância do estádio estabelecida pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-AM) junto aos órgãos municipais e federal. Nesse perímetro, 2.100 policiais militares estarão mobilizados para a segurança do evento.
Na avenida Constantino Nery serão estabelecidas quatro barreiras de segurança. Um na altura da Rodoviária restringindo o acesso de pessoas e veículos em todo esse trecho até o cruzamento com a Darcy Vargas, onde será montada outra barreira (próximo ao Sírio Libanês). A Rua da Indústria, que dá acesso da Djalma Batista para a Constantino, também será interditada por barreira policial. Na Pedro Teixeira, a interdição inicia no cruzamento com a Darcy Vargas, próximo à praça de alimentação do Dom Pedro, se estendendo até a esquina com a Djalma Batista (em frente à sorveteria Happy Ice). Na Loris Cordovil, duas barreiras serão montadas interditando o trecho a partir do SPA da Alvorada até a esquina com a Constantino (em frente ao restaurante Picanha Mania). (ver mapa)
Acesso ao perímetro de segurança – O acesso ao perímetro de segurança da Arena da Amazônia só será permitido aos torcedores mediante a apresentação de ingresso e comprovante de residência, no caso de morador da área. Apenas veículos credenciados terão permissão para passar das barreiras. Os carros credenciados deverão utilizar a pista do sambódromo como estacionamento.
Regras de acesso ao estádio – Para a entrada de pessoas aos ambientes internos do estádio será necessário apresentar o ingresso (no caso de torcedor) ou credencial de serviço nos demais casos. Para maior segurança e comodidade dos torcedores não será permitida a entrada de mochilas e bolsas grandes, guarda-chuvas, bandeiras e/ou cartazes com mais do que dois metros de comprimento, mastros e instrumentos musicais, fogos de artifícios, garrafas, comidas (salvo os alimentos específicos para diabéticos), bebidas alcoólica e não alcoólicas. Também será proibido o consumo de cigarros nas dependências do estádio.
A arena é equipada com o serviço de quatro lanchonetes que estarão disponíveis durante todo o evento esportivo. Todos os banheiros do estádio estarão disponíveis para utilização.
Linhas de ônibus – De acordo com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), 80 linhas de ônibus, com 185 veículos, atenderão aos moradores de todas as cinco zonas da cidade. As linhas de ônibus que passam pela avenida Constantino Nery no sentido Centro-bairro serão desviadas para a Djalma Batista pela rua Pará e para o bairro Dom Pedro pela rua Theomário Pinto.
Os pontos de embarque e desembarque de passageiros de ônibus serão: na avenida Darcy Vargas, nas paradas em frente à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e Amazonas Shopping; na avenida Djalma batista, no sentido Centro-bairro: Bola do Eldorado, retorno em frente à reitoria da UEA, e outros dois no sentido bairro-Centro: as paradas em frente à construtora Andrade Gutierrez e loja Kawasaki. A recomendação do órgão de trânsito municipal é para que o público dê preferência ao transporte público.
Voluntários – A universidade Estadual do Amazonas (UEA) selecionou 300 voluntários, entre servidores e estudantes da instituição para prestarem orientações aos torcedores dentro do estádio. Os voluntários passaram por quase 8h de treinamento teórico e prático para ajudar os torcedores a localizarem seus assentos, banheiros, lanchonetes etc. Além de um certificado de participação do evento-teste para a Copa do Mundo, os voluntários receberão alimentação e transporte.
Policiamento– Além dos policiais militares fixos nos pontos de vistorias, outros 500 estarão espalhados no entorno do estádio. Alguns desses farão o policiamento velado, junto com outros 200 investigadores da Polícia Civil, no combate à atuação de cambistas.
Dentro da Arena da Amazônia, 70 policiais estarão presentes no campo de jogo e nas arquibancadas. Também estarão disponíveis dentro do estádio policiais do esquadrão antibombas e do pelotão de choque, que serão acionados apenas caso haja alguma necessidade. Ainda dentro do estádio estarão presentes homens do Corpo de Bombeiros e ambulâncias do Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Central de monitoramento – O esquema de segurança contará ainda com 19 câmeras na área interna e externa do estádio, além de duas plataformas móveis elevadas, equipadas com 18 câmeras, cada uma. Toda a operação policial será monitorada por Centros de Comando e Controle – um Local, que irá funcionar na Arena Amadeu Teixeira, onde todos os representantes de órgãos envolvidos na operação estarão presentes, e outro Regional, instalado no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).
Amazonas Bilíngue – Para reforçar o serviço de voluntariado, 20 estudantes da rede pública estadual, inseridos no programa Amazonas Bilíngue, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), recepcionarão turistas e prestarão informações sobre o Estado do Amazonas e sobre a Arena, em inglês e português, para jornalistas, convidados e ao público em geral.

A participação dos 20 jovens é parte do projeto de ensino e aprendizagem do programa Amazonas Bilíngue e busca, além de servir à população com serviços de informação e receptivo ao turista, contribuir com a busca pelo conhecimento e aperfeiçoamento da língua estrangeira dos jovens.

O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Load More Related Articles
Load More In Esporte

Deixe uma resposta

Check Also

Movimento Transparência Partidária entregam petição para Gilmar Mendes

O Movimento Transparência Partidária em parceria com outras 18 organizações entregou esta …