O prazo de seis meses para a posse da função de oficial no Ronda é referente ao tempo de estágio em que os recém-graduados serão treinados em atividades práticas dentro da corporação

CRÉDITO DAS FOTOS: W REDMAN/AGECOM

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-AM), deve incorporar no prazo de seis meses 110 novos oficiais ao programa Ronda no Bairro. O efetivo já realizou o Curso de Formação de Oficiais Combatentes, cuja graduação foi realizada nesta terça-feira, 29 de abril, em solenidade realizada no Centro de Convenções de Manaus – Sambódromo, zona oeste da cidade.

O prazo de seis meses para a posse da função de oficial no Ronda é referente ao tempo de estágio em que os recém-graduados serão treinados em atividades práticas dentro da corporação. Após os seis meses de estágio, os aspirantes serão nomeados oficiais da Polícia Militar. A turma, que leva o nome do ex-governador Omar Aziz, foi aprovada em concurso público para a função em 2011.
Para o secretário de segurança pública do Estado, coronel Paulo Roberto Vital, os aspirantes trazem no currículo os preceitos da nova filosofia de policiamento comunitário, disciplina, honra e dignidade, conforme preconiza o modelo Ronda no Bairro. “São novos oficiais que chegam com uma nova mentalidade para oxigenar a nossa tropa. Nós estamos precisando exatamente desse entusiasmo para prestar cada vez mais um serviço de qualidade com muita eficácia a nossa população”, declarou vital.
Avaliação – De acordo com o comandante geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel Almir David, os aspirantes passarão por uma nova etapa de avaliação até a nomeação. “Eles colocarão em prática tudo que aprenderam em dois anos e meio na academia e serão avaliados na prática tanto pelos comandantes imediatos quanto pelos comandantes de área”, explicou Almir David, acrescentando que, após o período de estágio, será definida a colocação do oficial, na capital ou no interior do Estado.
A integração dos oficiais faz parte de um planejamento estratégico para a Segurança Pública do Governo do Estado visando a implantação e ampliação do programa Ronda no Bairro, lançado em fevereiro de 2012, inicialmente na capital. A ampliação para o programa está em andamento e já foi realizada em oito municípios do interior: Tefé, Humaitá, Itacoatiara, Parintins, Manacapuru, Iranduba, Tabatinga e Coari.
Mais municípios serão beneficiados – Até o final deste ano, o Ronda no Bairro deverá chegar aos municípios de Maués, São Gabriel da Cachoeira, Manicoré, Lábrea e Eirunepé. O investimento na polícia comunitária elevou o orçamento da Segurança Pública do Amazonas, de R$ 697,9 milhões em 2010, para R$ 1,1 bilhão a partir de 2012; em 2013 foi de quase R$ 1,2 bilhão e a previsão para 2014 é de R$ 1,3 bilhão.
Melhor aluno – Para o melhor aluno da graduação, que obteve o melhor coeficiente da turma, o sergipano Anderson Cordeiro dos Santos, 31 anos, os desafios são estimulantes. “O povo amazonense é muito hospitaleiro e a gente procura sempre estar em contato com a população. O programa Ronda no Bairro permite isso e a gente pretende agregar mais valores trazendo a melhor sensação possível de segurança para a comunidade”, comentou.
A aspirante a oficial, Fabiana Martins, 30 anos, também tem boas expectativas para colaborar com a segurança da população. “A carreira de militar tem muitos desafios, significa superação, mas é muito gratificante perceber que o resultado traz paz e tranquilidade para a sociedade”, disse.
O conteúdo do site tem expressa autorização de publicação desde que informe a fonte.
www.jornaldehumaita.com.br

Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas
Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Amazonas

Deixe uma resposta

Verifique também

MPT encontra indícios de demissão discriminatória por idade na Estácio de Sá

Levantamento feito em uma lista de 77,8% dos professores dispensados mostra que eles têm m…