Quem já não ouviu uma piada sem graça e riu mesmo assim, para ajudar o indivíduo que a proferiu? O ser abençoado que procede dessa forma é uma pessoa legal, alguém cujas boas intenções contribuem diretamente para o mundo ser um lugar menos formal. Da boca de cada um, não saem apenas palavras edificantes. Sobra tempo para compartilhar alguma bobagem que se desprendeu dos confins da mente. Deixar o próximo confortável, todavia, dentro dos limites do bom-senso, favorece as relações sociais e evita pré-julgamentos.

A bem da verdade, julgamentos sempre existirão. Mas pessoas legais estão aí para compatibilizar as diferenças. Você consegue identificar uma pessoa legal? Atente para as seguintes características: ela tentará lhe prover uma boa experiência comunicacional, desde que isso não afira sua própria dignidade. Ela evitará o conflito ao máximo de modo a não causar constrangimentos desnecessários. Ela estará sempre preocupada em não falar das pessoas pelas costas, pois covardia é a arte dos maus.
Pessoas legais tem uma educação privilegiada. Não é difícil chega esse estágio. Basta sorrir, exercer simpatia. Há indivíduos tímidos que não se abrem em razão de um complexo motivo: medo de suas próprias ideias. Se alguém tem medo de sua própria ideia, então se vive o marasmo de uma prisão sem grades. Acalente suas vontades, fale o que estiver pensando, desde que isso não fira o próximo. Com sorte, e de forma propositiva, pessoas legais virão interagir.
Ouço muito por aí a autodefinição de algumas pessoas que se consideram “difíceis”. A pessoa difícil não se nota como realmente é: impossível de conviver.  Quando alguém se proclama difícil em função de potenciais espasmos de raiva e irritação, ela está mascarando uma verdade que não quer aparecer: má educação. A vida as desenhou assim. Nada é definitivo, contudo.
Não estou falando de pessoas epidérmicas que conseguem impor respeito por intermédio de ideias fortes e impositivas. É possível agir de modo combativo e ser uma pessoa legal. Em outras palavras, as pessoas legais não se destacariam tanto se não existisse um referencial ruim para a comparação. As pessoas chatas têm salvação, desde que admitam seus erros e tratem o próximo com respeito. Você, pessoa difícil, pense nisso. Você, pessoa legal, continue assim.
Por: Gabriel Bocorny Guidotti

Jornalista e escritor
Porto Alegre – RS (Brasil)
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Opinião

Um Comentário

  1. […] Acesse neste LINK. […]

Deixe uma resposta

Verifique também

A insegurança no amor

Hoje em dia muitos homens e mulheres têm optado por não viverem uma relação amorosa estáve…