Em atendimento à reivindicação dos representantes do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Amazonas (SINDCFC-AM), realizada nesta quinta-feira, 25 de fevereiro, na sede do Governo do Amazonas, bairro Compensa I, zona oeste de Manaus, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza, consultou a direção do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) sobre a possibilidade de desbloqueio do sistema do Registro Nacional de Carteira de Habilitação (RENACH), para permitir a realização das aulas práticas de direção veicular nos Centro de Formação de Condutores (CFC), sem a realização das aulas no simulador.

Em resposta à consulta, a direção do órgão superior do sistema do trânsito brasileiro informou que a solicitação fere o que determina a Resolução 543, de 15 de julho de 2015, que obriga a utilização do simulador de direção veicular nas autoescolas para quem vai tirar carteira de motorista e dirigir carros de passeio, na Categoria B.

A informação sobre essa decisão do Denatran foi repassada durante a reunião realizada na tarde desta quinta-feira, 25, na sede do Detran-AM, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus, onde estiveram presentes o diretor do Detran-AM, Leonel Feitoza, e os representantes do SINDCFC-AM.

Os Centros de Formação de Condutores devem se adequar à nova regra, que exige durante as primeiras aulas de direção a presença do simulador. Caso os Centros de Formação de Condutores não estejam interligados no sistema nacional com o simulador, o sistema é bloqueado rapidamente. No simulador, os alunos têm reproduzidas situações como ultrapassagem, mudança de faixa, direção com chuva e manobra em marcha à ré.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Deixe uma resposta

Check Also

O Natal, crise de ansiedade e depressão

Você sabia que aumenta a incidência de casos de crise de ansiedade ou mesmo de depressão c…