Dupla procurada por estelionato no Pará foi presa no interior do estado.
Eles ofereceram uma picape modelo Hilux para evitar prisão, diz polícia.

Pai e filho, de 48 e 25 anos, foram presos por corrupção ativa, no Distrito de Santo Antônio do Matupi, situado no município de Manicoré, a 332 km de Manaus. Segundo a Polícia Civil, a dupla era foragida do Pará pelo crime de estelionato. Para tentar evitar a prisão, os suspeitos ofereceram um carro, modelo Hilux, para o delegado, além de uma quantia em dinheiro.

A dupla foi abordada pelo delegado Marcus Rezende, da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Humaitá, em um casebre no km 180 da BR-230. O titular informou que fez a abordagem após ver dois veículos novos estacionados em frente ao local.

Durante vistoria, o delegado constatou irregularidades na documentação de um dos carros. Os veículos foram levados para Humaitá para averiguação dos registros.

Um levantamento com os nomes dos suspeitos identificou que a dupla tinha mandados de prisão preventiva em aberto desde agosto de 2015. Segundo a polícia, os dois deram prejuízo de mais de R$1,5 milhões a produtores rurais de Santana do Araguaia.

Ao ser presa, a dupla ofereceu dinheiro para ser liberada e recebeu voz de prisão por corrupção ativa. Na delegacia, os homens tentaram subornar o delegado mais uma vez, ao oferecerem a picape em troca da liberdade.

De acordo com a Polícia Civil, pai e filho se estabeleceram na cidade como compradores de gado. Após ganharem confiança dos pecuaristas, eles emitiram mais de R$1,5 milhões em cheques sem fundo e fugiram para o Amazonas após comprarem gados, veículos e propriedades rurais.

Eles foram indiciados pelo crime de corrupção ativa e serão encaminhados à unidade prisional de Humaitá, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Fonte: G1

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Cidades

Leia mais

Curiosidades: Saiba tudo sobre a historia de Humaitá-AM

Os primeiros habitantes do lugar foram os índios que viviam em economia de subsistência. S…