Humaitá (AM) – Após duas semanas turbulenta na cidade, a Igreja católica de Humaitá em nota informou que no intuito de evitar um escândalo, observado o que reza a Cân 1395 & 2 do CDC decidiu suspender o padre, prebístero da diocese, de suas funções inerentes ao seu ministério até a conclusão da investigação e da veracidade das acusações levantada contra ele em carta e em vídeos que circulam em redes sociais.

De acordo com a igreja, a Polícia Civil informou que o vídeo e fatos estão sobre cuidadosa investigação e que serão remetidos para o Ministério Público e para a Arquidiocese de Humaitá, que devem tomar as providências cabíveis.

Os padres e seminarista foram ouvidos e negaram toda a história de acordo com a nota da Diocese.

As denúncias contra o padre e alguns seminaristas foram a público na semana passada em grupos do aplicativo whatsapp e redes sociais, através de um vídeo supostamente manipulado com dialogo e conteúdo pornográfico. De acordo com a nota do bispo diocesano, responsável pela Arquidiocese, não eram do conhecimento da Igreja Católica, Informando que ficou sabendo através de uma carta anônima. 

Na Boca do Povo

Na cidade a situação já era pública, tanto que a população nas ruas só falava no vídeo.

decreto - nota

nota humaitá

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Destaque
Comments are closed.

Leia mais

Segurança na Cirurgia Plástica

Muita gente pensa em fazer uma cirurgia plásticapara aumentar os seios, corrigir um defeit…