Homem com vasta ficha criminal em Humaitá-AM é preso com duas armas de fogo após denúncia.

Nesta segunda feira (14),  dois Polícias Militares de Humaitá-AM em missão em Apuí e no distrito de Santo Antônio do Matupí, em Manicoré, prenderam após denúncia anonima Weider Azevedo Barbosa, por porte ilegal de arma.

Weider Azevedo Barbosa
Weider Azevedo Barbosa conhecido no mundo polícial por inúmeros delitos em Humaitá-AM. (Foto Divulgação/PM)

De acordo com a PM, por volta das 20:40 horas, os soldados Hermeson, retornando de missão policial no Apuí, e Arison voltando do KM 180 da Br-230,  estava  no ônibus em destino à Humaitá, quando receberam uma denúncia que o indivíduo Weider Azevedo Barbosa, já conhecido no mundo policial por inúmeros delitos, embarcaria no ônibus nas proximidades da Ponte do Marmelo,  e que este estaria em posse de duas armas de fogo.

Na ação os polícias, as 21:30 hora, confirmou-se a denúncia. Weider adentrou o veículo e sentou – se ao lado do policial Arison, que o surpreendeu com tirocínio policial apurado e fazendo a busca pessoal. A dupla encontrou um revólver calibre.38 (Marca Rossi) , um rifle, e um total de 8 munições intactas.

O mesmo foi detido pelo art.14 do Estatuto do desarmamento,  sendo conduzido e entregue na Delegacia de Humaitá para providência cabível. Mais duas armas de fogo foram retirada de circulação e das mãos de um elemento que é conhecido pela polícia inclusive por práticas de assaltos em Humaitá. Não importa as circunstâncias, a polícia militar sempre presente cumprindo sua missão.

arma - Weider Azevedo Barbosa
Polícia apreende revólver calibre.38 e um rifle. (Foto Divulgação/PM)

A sociedade humaitaense agradece aos nobres policiais Militares Hermeson e Arison, pelo empenho e dedicação prestado a sociedade.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

 

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Destaque

Leia mais

Curiosidades: Saiba tudo sobre a historia de Humaitá-AM

Os primeiros habitantes do lugar foram os índios que viviam em economia de subsistência. S…