fachada hospitalA gestão ambiental aplicada na área de saúde é uma conquista do Amazonas, que sai à frente, com a certificação pioneira do Plano de Saúde e Hospital Samel. Para se ter dimensão, no Estado, pouco mais de 17% das empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus apresentam certificação na Norma Brasileira ISO 14001, que trata especificamente do meio ambiente e é um complemento importante da ISO 9001, obrigatória para as empresas que querem se beneficiar com os incentivos da Zona Franca de Manaus.

O diretor-presidente do Plano de Saúde e Hospital Samel, Luís Alberto Saldanha Nicolau, disse que a gestão ambiental em uma grande organização que utiliza insumos durante 24 horas por dia exige soluções complexas, e, no hospital, processos inovadores e a alta eficiência são priorizados para reduzir os impactos negativos no meio ambiente.

“Essa atuação contribui para a redução no uso de recursos naturais, a melhora dos padrões de poluição atmosférica e a proteção da população, com o descarte correto de resíduos hospitalares”, explicou o gestor.

Com auditoria realizada pela Det Norske Veritas (DNV), o Hospital Samel é o único no Norte, segundo o Inmetro, a contar com o certificado, reconhecido internacionalmente, sendo conferido às empresas que comprovam engajamento com a responsabilidade ambiental no desenvolvimento de suas atividades.

“A ISO 14001 surgiu da necessidade de desenvolver normas que tratassem da questão ambiental e tivessem como intuito a padronização dos processos, o tratamento dos riscos ao meio ambiente e o atendimento à legislação ambiental das empresas na execução de suas atividades”, explicou o diretor.

Iniciativas sustentáveis

Dentre as inúmeras ações desenvolvidas pela Samel no âmbito da ISO 14001, destaca-se o a instalação de 100% de lâmpadas LED, sendo o primeiro hospital do Brasil a possuir em toda a sua estrutura esse tipo de iluminação sustentável. As lâmpadas de LED são ecologicamente corretas, pois reduzem a emissão de CO2, contrariando o efeito estufa.

O investimento na autonomia no fornecimento de energia em um grupo de geradores redundantes, capaz de fornecer energia acima da demanda atual do hospital foi outra aposta do grupo para a eficiência energética e melhor atendimento aos usuários.

Outra iniciativa inovadora foi o reaproveitamento de água e óleo por meio de várias ações. Uma delas foi a campanha sobre o descarte correto, estimulando os colaboradores do hospital a levar o óleo de cozinha (usado) para um posto de coleta, onde foi produzido sabão biodegradável. Estima-se que uma família gere 1,5 litro de óleo de cozinha por mês e um litro de óleo é responsável pela poluição de um milhão de litros de água.

A coleta seletiva também foi uma boa prática aplicada pelo hospital, que produz grande quantidade de lixo/ dia e o manejo de todos os resíduos demanda uma logística complexa.

Plano Diretor de Sustentabilidade Ambiental

Com o apoio da MB Consultoria, o Hospital iniciou seu Plano Diretor de Sustentabilidade Ambiental, trabalhando com ações que traduzem a preocupação da instituição com o meio ambiente e a comunidade.

Nicolau informou ainda que o hospital trabalhou muito sobre a eficiência energética, adaptando os processos já existentes, haja vista as muitas legislações aplicáveis exigindo uma sensível mudança de cultura, aliada a ações sustentáveis. “A gestão ambiental vem complementar o sistema de gestão pela qualidade, adotado no Hospital por meio do Projeto DNA – Desenvolvendo Novas Atitudes, tendo na sustentabilidade a sua visão de futuro”, disse o dirigente.

Assim, para a implantação de uma política ambiental consistente, a empresa MB Consultoria e o setor de qualidade do hospital estabeleceram direcionamentos dos trabalhos já existentes e realizaram um levantamento dos aspectos relacionados ao meio ambiente para cada atividade realizada na instituição, padronizando procedimentos e estabelecendo indicadores para acompanhar a evolução do desempenho.

Para incentivar a participação de todos os envolvidos no processo, foram desenvolvidas campanhas de comunicação educativas sobre o descarte correto de resíduos e o consumo consciente dos recursos. “Afinal, esse é apenas o começo de um longo e permanente trabalho de conscientização, mudança de comportamento e de atitude das pessoas que trabalham ou frequentam o hospital”, frisou o diretor-presidente.

Sobre a ISO 14001

A ISO 14001 consiste em uma série de normas desenvolvidas pela International Organization for Standardization (ISO) que estabelece diretrizes sobre a área de gestão ambiental dentro de empresas.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Destaque

Leia mais

JAMBUBIER, CERVEJA AMAZÔNICA, PARTICIPA DE FEIRA NACIONAL

Festival Brasileiro da Cerveja em Blumenal – Santa Catarina é palco para apresentação da c…