14-04-2016 ARQUEIRO NELSON SILVA - FOTO NATHALIE BRASIL  (18)
Nelson Silva ganhou medalha de bronze no Arizona Cup.

O arqueiro indígena Nelson Silva ganhou medalha de bronze no Arizona Cup, competição que reuniu atletas do tiro com arco de todo o mundo nos Estados Unidos, no início do mês de abril. Esta foi a primeira competição internacional do arqueiro amazonense, apontando como uma das promessas da modalidade no Brasil. De volta a Manaus esta semana, Nelson e os demais integrantes da equipe amazonense de tiro com arco fizeram participaram no fim de semana da rodada final da Seletiva Olímpica.

 

A vitória no Arizona Cup estimula ainda mais a equipe. A medalha no peito é mostrada com orgulho por Silva e descrita como o resultado de esforço e muito treino. Apenas um ponto o separou do primeiro colocado na competição. “Estou bastante feliz que o trabalho com o professor está dando certo. Nosso treino todos os dias está sendo intenso, e está dando resultado. Atirei bem, perdi por um ponto na semifinal. Fiquei muito chateado, mas consegui a medalha de bronze e estou feliz. Isso me dá ânimo para conseguir mais medalhas internacionais para o Amazonas”, disse.

 

Com apenas 16 anos, o arqueiro indígena da etnia Kambeba foi revelado no projeto Arqueiros Indígenas, realizado pela Fundação Amazonas Sustentável em comunidades rurais de Manaus. Os dez membros da equipe integram o time amazonense que vem obtendo destaque na Seletiva Olímpica. Eles treinam com apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

 

Treinador da equipe, Aníbal Fortes, disse que a agenda do grupo está repleta de competições este ano. Somente neste primeiro semestre, a equipe amazonense deve participar de competições na Costa Rica, Argentina e Turquia.

 

“O importante para eles é ter a força de vontade de continuar treinando e trabalhando, não perder esse empenho porque uma não classificação para as Olimpíadas não significa que o projeto acabou. Eles são muito jovens e terão outras oportunidades em mais competições internacionais, como terão agora para a Costa Rica, Argentina, Turquia. Continuarão sendo observados pelo mundo inteiro, não só pelo Brasil. Se fizerem um bom papel continuam na vitrine”, afirmou o treinador.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Anuncie aqui – Quem não e visto não e lembrado.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

Criação de RDS do Rio Manicoré depende apenas de decisão do governo

“A criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Manicoré depende agora m…