Suspeito teria ainda filmado e divulgado ato sexual forçado.
Rapaz não aceitava fim de namoro, segundo delegada.

seap
(Foto: Divulgação)

Um homem de 19 anos foi preso na tarde desta sexta-feira (15) suspeito de ameaçar com arma e estuprar a ex-namorada, também de 19, além de filmar a relação. As informações foram divulgadas pela Polícia Civil.

De acordo com a delegada Andréa Nascimento, da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), a prisão ocorreu em cumprimento a mandado de busca e apreensão para a arma de fogo e de bens eletrônicos do rapaz. O documento foi expedido hoje, pela juíza titular do 2º Juizado Especializado no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Luciana da Eira Nasser.

O suspeito foi preso na residência onde morava, localizada na Rua Conde, bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus. No local, os policiais apreenderam dois notebooks, um vídeogame, cinco aparelhos celulares, cinco cartões de memória, uma câmera digital, um roteador, um HD, além da arma citada nas denúncias, um revólver calibre 38 com duas munições, encontrado na cozinha do imóvel.

A autoridade policial informou que o crime ocorreu no dia 7 de abril deste ano, após a garota terminar o relacionamento de quatro meses que mantinha com o rapaz, depois de descobrir que ele era usuário de drogas.

“Ele  não aceitou o término do namoro e foi até a casa da vítima, onde a buscou e a levou até a casa dele. Lá, eles teriam iniciado uma discussão ele teria agredido a jovem com murros. Ele ainda a ameaçou com uma arma, a forçando a manter relações sexuais com ele e filmou o ato. Ele também teria ameaçado a família da vítima de morte e divulgado o vídeo a colegas”, explicou a delegada.

Na delegacia, o homem, que não tinha passagem pela polícia, confessou a autoria do crime. Ele afirmou estar sob efeito de entorpecentes no dia do delito. Na ocasião, alegou que teria sido motivado por uma suposta traição da garota, descoberta no dia em que o estupro aconteceu. O rapaz negou, porém, que tenha ameaçado a garota com a arma, que segundo ele, era utilizada em dias de caça  no sítio da família.

Ele  foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo de uso restrito. Ele foi indiciado, ainda, por estupro, agressão, ameaça, difamação e injúria. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: G1

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Destaque
Comments are closed.

Leia mais

CMM decide comprar equipamentos de rádio para não perder canal FM

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Wilker Barreto (PHS), confirmou, na manh…