MANAUS/AM - 08/05/2014 OPERAÇÃO EXPLOSÃO ZONA CENTRO SUL. FOTO: MARINHO RAMOS / SEMCOM
OPERAÇÃO EXPLOSÃO EM MANAUS. Foto: Divulgação ( Marinho Ramos / Semcom)

Após aprovação do Plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta terça-feira (29), ao Projeto de Lei nº 045/2015, de autoria do vereador Mário Frota (PSDB), que dispõe sobre o parcelamento das multas de trânsito aplicadas a veículos automotores no município, a matéria – que parcela multa em até 12 vezes – vai à sanção do prefeito Arthur Neto (PSDB).

Entre outras medidas, a propositura prevê que o parcelamento abrangerá apenas as multas de trânsito que tenham sido lavradas pela fiscalização municipal, ou seja, penalidades aplicadas pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans). E caberá, exclusivamente, ao proprietário do veículo, ou ao seu representante legal, formular o pedido do parcelamento de seu débito.

Segundo o autor do projeto, a proposta visa facilitar e garantir que os valores das multas sejam pagos pelos motoristas infratores, evitando, com isso, a inadimplência, principalmente nos atuais dias de crise econômica. “Temos que ver o tamanho do bolso das pessoas nessa crise que passa o país. Você tem prioridades, você tem que ter dinheiro para comprar comida, pagar água e luz senão são cortados, o imposto vai ser, naturalmente deixa para depois, e precisamos facilitar a vida das pessoas. Em outros estados, já foi feito isso”, defendeu Frota .

Conforme o artigo 4º, o parcelamento do débito fica automaticamente rescindido em caso de inadimplência de até duas parcelas, consecutivo ou não. E será aplicado sobre a parcela vencida a correção dos tributos municipais e juros de 1% ao mês ou fração.

Por: Áquila Sicsú – Dircom/CMM

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Cidades
Comments are closed.

Leia mais

Deputados aprovam pauta diversificada de Projetos de Lei

Com o voto unânime dos 20 deputados presentes no plenário, entre os quais o do presidente …