(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Um Termo de Cooperação Técnica entre a Comissão de Meio Ambiente (Caama) e o Idesam foi aprovado hoje (6), durante reunião na Assembleia Legislativa. O trabalho em conjunto visa levantar os indicadores e todas as informações de investimento e de custeio de ações na área de meio ambiente, produção rural e desenvolvimento do Estado, segundo o presidente da Caama, deputado estadual Luiz Castro (Rede).

O parlamentar explicou a metodologia que será trabalhada: Técnicos das Universidades Federal (Ufam) e Estadual (UEA), do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam) e de outros Estados do Brasil construirão uma ferramenta, como um ‘portal da transparência’, que será compartilhada com a sociedade.

capa-ap-cacau-pirera“Normalmente as pessoas têm dificuldades de acessar dados nos portais do governo do Estado, Federal e até dos municípios, não conseguindo encontrar a informação desejada de um determinado programa, investimento e do resultado específico que o investimento deu ou deixou de dar para aquela população alvo”, assinalou Luiz Castro.

A informação foi confirmada durante reunião ordinária da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. A Caama também aprovou a inclusão do debate sobre a dragagem no porto do Cacau Pirera (distrito de Iranduba), em audiência pública que será realizada nesta sexta-feira (8), a partir das 14h.

Conforme Luiz Castro, o evento também discute a questão do transporte intermunicipal, das cooperativas fluviais que, juntamente com a população do Cacau Pirera, reclamam que os ônibus que vêm de Manacapuru em direção a Manaus não param mais no distrito.

É um desvio de apenas 2 km que não é mais realizado, prejudicando as pessoas do Cacau Pirera que querem vir para a sede de Iranduba ou para alguns locais na capital. A falta de ônibus também lesa os moradores de Manacapuru que desejam usar o transporte fluvial para ir ao centro de Manaus de forma mais rápida.

“No Amazonas, temos que trabalhar a intermobilidade e não vetar um tipo de transporte pelo outro. Se para algumas pessoas é mais interessante ir de ônibus até o Cacau e de lá atravessar para o Centro, por que não permitir que elas o façam? Ao mesmo tempo, estaremos garantindo emprego e a renda da cooperativa que hoje tem suas embarcações naquela região”, reiterou.

Audiência pública debate transporte intermunicipal e dragagem em Cacau Pirera

O retorno das linhas intermunicipais que fazem a rota Manaus/Manacapuru e a dragagem do canal que dá acesso ao Porto de Cacau Pirera estarão em debate nesta sexta-feira (8), a partir das 14h. A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Caama) realiza a audiência pública.

O evento acontecerá na Escola Estadual Senador João Bosco Ramos de Lima, localizada no km 0 na Rodovia Manoel Urbano e é promovido pela a Associação de Moradores do Cacau Pirera em conjunto com a Caama, presidida pelo deputado estadual Luiz Castro (Rede).

A população que mora no local reclama da ausência de transporte para a capital e à Manacapuru. Além disso, a necessidade de obras de dragagem (remoção dos sedimentos que se encontram no fundo do corpo d’água para permitir a passagem das embarcações, garantindo o acesso ao porto) também é uma solicitação dos moradores.

Segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), na maioria das vezes, a dragagem é necessária quando da implantação do porto, para o aumento da profundidade natural no canal de navegação, no cais de atracação e na bacia de evolução. Também é necessária sua realização periodicamente para alcançar as profundidades que atendam o calado das embarcações.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Check Also

Vulgo ‘Dois Reais’ é preso com munição cal.40 em Humaitá

Força Tática do 4°BPM (Humaitá) efetuou a prisão de Jhon Vagner Souza da Silva, 26 anos, m…