Os municípios da região do Alto Solimões saíram hoje, 10, da situação de alerta por conta da enchente. O nível do rio apresenta vazão desde o início do mês de maio e a Defesa Civil do Estado retirou as cidades da condição pré-emergencial.

“Os municípios saíram da condição de alerta devido ser demonstrado o processo de vazante na região, por conta dos fenômenos climáticos de larga escala estarem com seus efeitos em fase final. O que coloca o clima dentro da normalidade para o período”, afirmou o Secretário da Defesa Civil do Amazonas, coronel Fernando Pires Junior.

O alerta para esta região foi emitido pelo órgão no último dia 4 de abril e cobrava medidas preventivas e o Plano de Contingência dos municípios. Durante este período, as cidades deram à primeira resposta. Em Benjamin Constant e Atalaia do Norte, por exemplo, passarelas foram construídas na área urbana das cidades e um levantamento de possíveis afetados foi realizado.

Outra ação, desta vez Estadual, foi à avaliação técnica realizada pelos
agentes da Defesa Civil AM, que visitaram as cidades e constataram o
cenário de cheia.

Monitoramento – De acordo com o Centro de Monitoramento e Alerta do órgão, a cota de alerta na região é de 11,80m, e hoje, baseada na régua telemétrica de Tabatinga, município localizado a 1108.4 quilômetros de Manaus, em linha reta, referência para Alto Solimões, está em 11,74 m, menor seis centímetros da média.

No mês de abril, período do Alerta, o nível do rio chegou a ultrapassar 42 centímetros da cota, o que sinalizava para uma enchente acima do normal. Porém, desde o dia primeiro de maio, o rio já vazou 36 centímetros. As cidades que saem do Alerta são: Tabatinga, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antônio do Iça, Tonantins e Atalaia do Norte.

O comportamento dos rios continua sendo monitorado diariamente pela Defesa Civil do Estado na região do Alto Solimões e demais calhas.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

Criação de RDS do Rio Manicoré depende apenas de decisão do governo

“A criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Manicoré depende agora m…