O deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB), disse na terça-feira (10), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que vai apurar quem foi o deputado federal que destinou recursos, por meio de emendas parlamentares, ao município de Pauiní (a 923 km de Manaus), de onde foram desviados R$ 15 milhões oriundos de verbas públicas para as pastas de educação e saúde. “Quem elaborou essas emendas tem obrigação de fiscalizar e acompanhar esses recursos”, afir

A prefeita do município, Maria Barroso da Costa (PMDB), que já se encontra presa, é suspeita de liderar uma organização criminosa na cidade, que desviou o montante por meio de licitações fraudulentas. Segundo a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU), os recursos são oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

Dallas lembrou que a denúncia partiu do Ministério Público Federal (MPF), cujas investigações também constataram que falsos médicos, sem registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), estariam envolvidos na ação criminosa.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Cidades
Comentários estão fechados.

Verifique também

Movimento Transparência Partidária entregam petição para Gilmar Mendes

O Movimento Transparência Partidária em parceria com outras 18 organizações entregou esta …