O deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB), disse na terça-feira (10), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que vai apurar quem foi o deputado federal que destinou recursos, por meio de emendas parlamentares, ao município de Pauiní (a 923 km de Manaus), de onde foram desviados R$ 15 milhões oriundos de verbas públicas para as pastas de educação e saúde. “Quem elaborou essas emendas tem obrigação de fiscalizar e acompanhar esses recursos”, afir

A prefeita do município, Maria Barroso da Costa (PMDB), que já se encontra presa, é suspeita de liderar uma organização criminosa na cidade, que desviou o montante por meio de licitações fraudulentas. Segundo a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU), os recursos são oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

Dallas lembrou que a denúncia partiu do Ministério Público Federal (MPF), cujas investigações também constataram que falsos médicos, sem registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), estariam envolvidos na ação criminosa.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Cidades
Comments are closed.

Leia mais

CMM decide comprar equipamentos de rádio para não perder canal FM

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Wilker Barreto (PHS), confirmou, na manh…