O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e das Polícias Civil e Militar, deflagrou ao longo desta semana, nos dias 28, 29 e 30 de junho e 1° de julho, a operação “Centro-Sul Mais Segura”, ocorrida, simultaneamente em diferentes pontos da referida região da capital. A ação conjunta, realizada por determinação do delegado geral da Polícia Civil do Estado, Francisco Sobrinho, resultou nas apreensões de, aproximadamente, 270 motocicletas, 40 carros e de uma prisão em flagrante por adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

De acordo com o coordenador da operação, o delegado titular da 5ª Seccional Centro-Sul, Virgílio Mendonça, o objetivo da mobilização foi apreender veículos automotores em situação irregular que poderiam estar sendo utilizados na prática de crimes, como roubo. Ele afirmou, ainda, que durante reunião realizada no último mês, com representantes da Segurança Pública na zona centro-sul, foram feitas análises dos elevados índices de criminalidade e apresentadas propostas para conter, combater e prevenir esses delitos naquela área.

“Solicitei uma reunião com as autoridades policiais que estão à frente dos Distritos Integrados de Polícia (DIPs) englobados pela 5ª Seccional Centro-Sul, que são o 12°, 16°, 22° e 23° DIPs, do Comando de Policiamento de Área (CPA) e com a diretoria operacional do Detran-AM para que, juntos, fizéssemos um balanço dos frequentes crimes cometidos na localidade. Conseguimos identificar o modo de operação e horário que os infratores costumam agir e elaboramos medidas para conter essas ações”, ressaltou Mendonça.

Conforme a autoridade policial, estudo feito da região apontou que os infratores costumam efetuar os crimes pela parte da manhã, em momentos vulneráveis, quando as pessoas estão saindo para o trabalho ou deixando os filhos nas escolas. “A operação “Centro-Sul Mais Segura” tirou de circulação mais de 300 veículos em situação irregular junto ao Detran-AM. Dentre esses casos, Márcio de Souza Sobreira, 31, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Ele foi preso em flagrante, na terça-feira, dia 28, na Avenida Professor Nilton Lins, bairro Flores, no momento em que conduzia uma motocicleta Honda 125 Fan KS de placa 0AJ-9836”, disse.

Durante a ação, agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) estiveram presentes para auxiliar os condutores para que o fluxo de veículos não fosse comprometido. Os delegados Rafael Guevara, Alynne Lima, Andreia Rego e Demetrius de Queiroz, titulares, respectivamente, do 12°, 16°, 22° e 23° DIP, coordenaram as barreiras montadas nas respectivas áreas de atuação.

O diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza, esteve nos locais onde ocorreram as blitze e comentou sobre o número de apreensões e autos de infração registrados na ocasião. “Os casos mais recorrentes são de adolescentes que dirigem sem habilitação. Mesmo com a permissão dos responsáveis, essa ação é ilegal e deve ser combatida. As principais causas das autuações são de condutores que dirigem sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou conduzem o veículo sem o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV)”, exemplificou.

Para o comandante da 26ª Cicom e do CPA da zona centro-sul, major Marlon Benfica, a parceria das instituições envolvidas na ação foi essencial para o resultado satisfatório da operação. “É muito importante que as instituições unam forças e continuem atuando de forma integrada. Ressalto que as operações devem continuar para que possamos proporcionar maior tranquilidade e segurança à população”, pontuou.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Jornal de Humaitá
Comentários estão fechados.

Verifique também

MPT encontra indícios de demissão discriminatória por idade na Estácio de Sá

Levantamento feito em uma lista de 77,8% dos professores dispensados mostra que eles têm m…