Amazonas

Com apoio da Fapeam, cartilha apresenta técnicas para criação de peixes

Com apoio da Fapeam, cartilha apresenta técnicas para criação de peixes

Material é fruto do trabalho do curso de mestrado da Nilton Lins, em parceria com o Inpa.

Cartilha Desenvolvida com o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), a cartilha “Piscicultura Familiar no Amazonas” ensina, de forma simples, técnicas para auxiliar produtores da região na criação de peixes. O conteúdo foi elaborado por alunos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-graduação em Aquicultura da Universidade Nilton Lins, em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

O material bem ilustrado conta com dois personagens, o produtor rural, “seu Francisco” e a técnica formada em aquicultura, “senhora Helena”, que mostra desde a infraestrutura, manejo do cultivo, alimentação, aspectos sanitários além de esclarecer dúvidas dos piscicultores.

“É uma abordagem ampla e torna possível o produtor entender como é produzir o peixe da melhor forma possível dentro do conceito mais moderno e mais viável para região”, explicou a coordenadora do projeto, a pesquisadora do Inpa, Elizabeth Gusmão.

Cartilha3Auxílio – Piscicultora há três anos, Clotilde Pereira, que mora na comunidade de Santana, em Manacapuru, interior do Amazonas, diz que a cartilha irá ajudar muito a família na produção de peixes. Ela explicou que antes de conhecer as técnicas chegava a perder uma grande quantidade do pescado.

“Nos ajuda a administrar melhor o peixe. Nós temos um tanque com capacidade para até 3 mil peixes, então, o material nos ajuda a saber como mantê-los, sobre  a temperatura e a troca de água. Tudo isso influência no processo”, disse a piscicultora.

Versões impressa e online – A cartilha terá versão imprensa e online, sendo esta última com opção em espanhol. “Elaboramos a cartilha quando éramos alunos do mestrado e acreditamos que chegamos a um resultado muito legal e, o melhor, que vai auxiliar milhares de piscicultores no Estado”, diz a mestre em Aquicultura, Mariluce Ferreira, uma das autoras da cartilha.

Já Francisco Bruno – um dos participantes do projeto – que também ajudou na produção do material, contou que a cartilha demandou um grande trabalho e reponsabilidade por parte dos envolvidos no projeto. “Podermos passar esse conhecimento e técnicas para nossos piscicultores de forma prática é algo incrível. Que outras cartilhas possam surgir após essa e fazer a diferença nesta área no Amazonas”, disse.

Desenvolvimento – Para o secretário-executivo Adjunto de Pesca e Aquicultura do Estado do Amazonas (Sepror), Geraldo Bernardino, a cartilha é uma nova ferramenta para impulsionar positivamente esse setor no Estado. Ele disse que a maior moeda do Brasil é o conhecimento, e que é se investindo em gente, se referindo aos novos mestres em aquicultura, que é possível transformar a piscicultura do Amazonas.

“É muito importante nós trabalhamos de forma sustentável, fazer o hoje, pensando que vamos ter material para produção amanhã”, disse o secretário.

Lançamento – A cartilha “Piscicultura Familiar no Amazonas” foi lançada na última quinta-feira (19), na comunidade de Santana, no município de Manacapuru, interior do Amazonas. No total, 500 exemplares serão distribuídos gratuitamente para todo o país. A versão online do material deve está disponível a partir da próxima semana.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Comentários

Comentários

Amazonas

More in Amazonas

​Editora Leya Realiza evento em Manaus para debater Universos Literários

Jornal de Humaitá17 de outubro de 2017

Nova Aripuanã: Vereador é feito refém com a família e filho é ferido durante crime

Jornal de Humaitá14 de outubro de 2017

População obriga Piratas comerem lama após roubo

Jornal de Humaitá3 de outubro de 2017

Governador prestigia Festival Folclórico de Nova Olinda do Norte e visita obras no município

Jornal de Humaitá2 de outubro de 2017

Vereador denuncia atraso no pagamento do Tratamento Fora do Domicílio

Jornal de Humaitá2 de outubro de 2017

Comissão da Aleam aponta ‘vilões’ do entrave turístico de Manicoré 

Jornal de Humaitá2 de outubro de 2017

Dermilson Chagas discute demanda para o município de Borba

Jornal de Humaitá2 de outubro de 2017

Governador entrega trecho de 15 quilômetros da Rodovia Manoel Urbano e libera passagem de nível na Avenida das Torres

Jornal de Humaitá2 de outubro de 2017

Jogos Psicomotores das escolas da CD5 reúne escolas da Zona Leste para uma manhã de atividades

Jornal de Humaitá28 de setembro de 2017