BALSA em Humaitá
Foto: Divulgação

A Balsa de Humaitá localizada no km 609 da Br 230, que faz a travessia sobre o rio Madeira ligando as cidades de Humaitá/AM aos demais vilarejo da BR 230 (Distrito de Santo Antônio do Mapupí), bem como a cidade de Apuí/AM e por conseguinte o estado do Pará apresenta considerável dificuldade para travessia dado ao baixo nível do Rio Madeira.

A presença da equipe PRF tem se feito necessária nas proximidades da Balsa, devido ao grande número de usuários com veículos de passeio e de carga que aguardam a travessia do Rio Madeira. Para não encalhar, os operadores da Balsa tem restringido a travessia a poucos veículos, não podendo fazer a lotação completa e, por consequência, prejudicando o ciclo da travessia, formando grandes filas de espera.

BALSA 1
Foto: Divulgação

Por volta das 16 horas de domingo(14), a equipe de plantão da PRF recebeu a denúncia informando a presença de pessoas armadas do lado oposto da balsa. Os policiais no intuito de averiguar, solicitou a um barqueiro que fizesse a travessia da equipe até a margem oposta para verificar a informação de arma de fogo e ameaça e também para negociar com os usuários que lá aguardavam a vez de atravessar. Após negociação e verificação, não sendo encontrado qualquer ilícito, a equipe retornou a margem de Humaitá junto com a balsa.

Nesta segunda-feira(15), o Rio Madeira atingiu o nível de 2,28 metros em Porto Velho/RO. É a menor cota registrada nos últimos 10 anos. No ano passado, no mês de agosto o Rio Madeira estava com pouco mais de 9 metros.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Cidades
Comentários estão fechados.

Verifique também

Movimento Transparência Partidária entregam petição para Gilmar Mendes

O Movimento Transparência Partidária em parceria com outras 18 organizações entregou esta …