MAPA SIMULADO CIGAS 2016Em ação conjunta com órgãos estaduais e municipais de segurança e saúde, a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) realiza na próxima quarta-feira, dia 31, a partir das 9h, o quinto exercício simulado de emergência com gás natural em Manaus. O cenário desta vez será a margem de trecho do quilômetro 1 da Rodovia BR-174, ao lado do posto de combustível São Judas Tadeu.

Realizado desde 2011, o exercício testa o tempo resposta dos órgãos para atendimento em caso de emergência com vazamento de gás natural a partir da simulação de um rompimento da rede de distribuição subterrânea. O exercício ocorrerá a partir da encenação de um operador de retroescavadeira perfurando o duto subterrâneo da Cigás. Este trecho da rodovia será isolado por um curto período.

O diretor técnico comercial da Companhia, Clovis Correia Junior, explica que a rede de distribuição de gás natural é monitorada 24h por dia e que a ação é um reforço à segurança da população. “Para atingir uma tubulação de gás natural é preciso ignorar uma série de sinalizações na pista e no subsolo, além de danificar uma tubulação de aço carbono. Contudo, o simulado de emergência é um compromisso de preparação para casos excepcionais”, informou.

Desde o início de suas atividades operacionais, a Cigás realiza anualmente esta atividade e, até o momento, tem obtido resultados satisfatórios na melhoria dos seus procedimentos de segurança, além do fortalecimento da relação com os órgãos que fazem parte do Plano de Ação de Emergências (PAE).

Integram esta edição do exercício simulado o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Militar do Amazonas, a Defesa Civil Municipal, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

FOTOS: DIVULGAÇÃO/CIGÁS

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Cidades
Comentários estão fechados.

Verifique também

Banco do Povo tem R$ 500 mil em crédito para empreendedores de Maués

Oferecer crédito para pequenas empresas, profissionais liberais e microempreendedores. Est…