O presidente do Sindicato dos Fazendários do Amazonas (Sifam), Emerson Queirós, está em Brasília, reunido com outros representantes das principais carreiras públicas do Brasil, para tentar impedir que o Projeto de Lei Complementar  (PLP) 257 de 2016 seja aprovado na Câmara dos Deputados. O PLP 257 de 2016 trata da renegociação das dívidas dos Estados com a União e está previsto para ser votado hoje, em sessão extraordinária, às 16h (horário de Brasília).

Os servidores públicos repudiam o projeto de autoria do Poder Executivo porque os Estados que aderirem ao acordo (caso o PLP seja aprovado) terão que fazer cortes financeiros prejudiciais aos servidores e ao serviço público, por exemplo: os servidores públicos ficarão sem reajuste, não haverá nenhum concurso público pelo período de dois anos e os servidores terão que aumentar o percentual da contribuição previdenciária de 11% para 14%.

O Sifam também criou em seu site um canal de comunicação entre os servidores públicos, em especial os fazendários, e os 513 deputados federais que podem participar da votação em Brasília (clique aqui). Por meio desse espaço, que está no ar desde sábado, os servidores estão enviando as suas mensagens solicitando que os parlamentares digam ‘NÃO’ ao PLP 257/2016 na votação prevista para hoje.

*Com informações da assessoria.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

Criação de RDS do Rio Manicoré depende apenas de decisão do governo

“A criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Manicoré depende agora m…