Com o apoio do Governo Amazonas, começou nesta quarta-feira, 28 de setembro, a sétima edição da Feira Norte do Estudante (FNE), que tem como seu principal objetivo promover a interação de estudantes, alunos, profissionais e instituições de ensino com o mercado de trabalho. A feira acontece até a próxima sexta-feira, 30 de setembro, no Manaus Plaza Shopping, localizado na avenida Djalma Batista, Chapada, zona centro-sul da capital.

Mais de 45 mil pessoas são esperadas nos mais de 20 stands durante os três dias de evento. “A FNE apresenta um painel de oportunidades não só para os estudantes do ensino médio que ainda tem dúvidas sobre qual carreira seguir, como também para nossos profissionais que estão pensando em se reposicionar no mercado de trabalho. A meta é qualificar o projeto de vida dos jovens do Amazonas”, explicou a coordenadora da feira, Inês Daou.

Programas da UEA – Para facilitar a escolha das carreiras, a Universidade do Estado Amazonas (UEA) participa do evento com palestras e apresentações dos projetos e programas desenvolvidos pela instituição. Em seu stand, alunos da instituição demonstram aos mais jovens programas e projetos desenvolvidos como o “Pré-calouro”, “Homem Virtual”, “Esqueleto 3D”, “Impressora 3D” e peças anatômicas.

No espaço, o protótipo de veículo off-road, do “Programa Baja”, e um aeroplano de competição do “Urutau – Aerodesign”, ambos desenvolvidos por alunos da universidade, ganharam destaque. “Queremos mostrar para os estudantes do ensino médio as possibilidades que cursos como engenharia e mecânica podem trazer para suas carreiras e acabar com a história que só temos teoria no banco da faculdade”, disse o estudante de engenharia da UEA, Diogo Abreu.

A UEA participa também da programação de palestras da feira. No dia 29 de setembro, às 19h, será realizada a palestra “O que eu quero ser quando crescer?”, com o professor Silvio Sérgio Assunção Ramos – Master Coach.

Games – Durante o evento, os alunos do curso técnico de nível médio em Programação de Jogos Digitais do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) tiveram a oportunidade de apresentar algumas de suas criações.

Ao todo, foram cinco jogos experimentais para plataformas de computador, totalmente desenvolvidos durante as aulas. “Nós sentimos falta do interesse dos estudantes do ensino médio na área de tecnologia. Por isso, trouxemos algumas de nossas produções para incentivar e mostrar que esse tipo de capacitação é oferecida de forma gratuita e que todos podem ter acesso”, disse o estudante de programação, Rubernei Cavalcante.

FOTOS: VITOR SOUZA/SECOM

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Cidades
Comentários estão fechados.

Verifique também

Banco do Povo tem R$ 500 mil em crédito para empreendedores de Maués

Oferecer crédito para pequenas empresas, profissionais liberais e microempreendedores. Est…