A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), delegado Paulo Mavignier, apresentou durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira, dia 11, às 11h, no prédio da Delegacia Geral, zona Centro-Oeste, Dayana Alves Gimaque, 35, presa em flagrante por envolvimento com o tráfico de drogas na zona Norte da cidade. Com a infratora foram apreendidos três quilos de pasta base de cocaína, armazenados em garrafas de plástico, e um quilo de maconha.

De acordo com Paulo Mavignier, Dayana foi presa pela equipe de investigação do Denarc na tarde de ontem, dia 10, por volta das 16h, na Avenida Nossa Senhora da Conceição, bairro Cidade de Deus, zona Norte. O delegado informou que há cerca de duas semanas a equipe do Denarc recebeu informações de que a mulher seria responsável por guardar e distribuir entorpecentes nas proximidades de um supermercado situado no mesmo endereço onde ela foi interceptada.

“Ao longo das investigações descobrimos que a mulher estaria comercializando drogas armazenadas em garrafas de plástico. No dia 18 de setembro deste ano prendemos um homem e apreendemos com ele três garrafas de plástico contendo o mesmo tipo de substância ilícita. O entorpecente estaria vindo do município de Pacaraima (RR), por meio da rodovia federal BR-174, que liga o Amazonas ao estado de Roraima”, argumentou Mavignier.

delegado-denarc-paulo-magvinier-16
Diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), delegado Paulo Mavignier. Foto: Divulgação/PC-AM.

Conforme a autoridade policial, durante campana no local indicado os policiais civis do Denarc avistaram Dayana com uma sacola plástica na mão. “No momento da abordagem encontramos com ela um garrafa contendo, aproximadamente, um quilo de pasta base de cocaína. A mulher declarou que tinha mais drogas guardadas na casa onde morava. Na residência, localizada na Rua São Bento, naquele mesmo bairro, achamos outras duas garrafas com substâncias ilícitas e um quilo de maconha”, explicou o diretor do Denarc.

Mavignier afirmou ao longo da coletiva de imprensa que a infratora argumentou que recebia cerca de R$ 100 por cada entrega realizada. Dayana tem passagem pela polícia por roubo cometido em 2015. Dessa vez ela foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos legais na base do Denarc, ela será encaminhada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Cidades
Comentários estão fechados.

Verifique também

Amazônia é o “futuro do Brasil”, Diz Jair Bolsonaro

Em visita a Manaus Bolsonaro opinou sobre a Amazônia para a multidão e disse que no solo d…