O Governo do Amazonas informa que o pagamento dos salários dos funcionários das empresas Total Saúde e Serviços Médicos e Enfermagem LTDA e da Salvare Serviços Médicos começam a ser feitos nesta sexta-feira, dia 21 de outubro.

A Susam assumiu temporariamente a gestão dos serviços prestados nas unidades de saúde do Estado pelas empresas que estão com as contas bloqueadas pela Justiça, garantindo, dessa forma, a normalidade do atendimento, sem prejuízos à população, ao mesmo tempo em que determinou a realização de medidas administrativas úteis e necessárias ao pagamento da remuneração dos empregados diretamente envolvidos com a prestação dos serviços de saúde nas unidades do Estado, conforme Portaria 574/2016 – GSUSAM, datada de 18 de outubro.

A Susam já havia suspendido os contratos de gestão com o Instituto Novos Caminhos, investigado pela Justiça, bem como nomeou interventores para as unidades de saúde atendidas por meio desses contratos – UPA Campos Sales, UPA e Maternidade Tabatinga e o Centro de Reabilitação em Dependência Química, no Rio Preto da Eva.

De acordo com o Secretário de Estado de Saúde, Pedro Elias de Souza, independente da decisão judicial, a administração estadual tem ciência da importância da remuneração profissional dado seu caráter alimentar. O Secretário ressalta que, por não possuir vínculo empregatício com os funcionários terceirizados, buscou-se junto à Procuradoria Geral do Estado respaldo para fins de solução da demanda, oportunidade na qual o referido órgão procedeu à indicação do procedimento jurídico adequado.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Amazonas
Comentários estão fechados.

Verifique também

MPT encontra indícios de demissão discriminatória por idade na Estácio de Sá

Levantamento feito em uma lista de 77,8% dos professores dispensados mostra que eles têm m…